sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

UEFA abre procedimento disciplinar por confrontos em Marselha

A UEFA vai abrir um procedimento disciplinar asobre os confrontos entre adeptos ocorridos em Marselha, antes do embate de hoje entre Inglaterra e Rússia, para o Grupo B do Campeonato da Europa de futebol de 2016.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

Segundo a agência noticiosa britânica PA, citada pela francesa AFP, o organismo que rege o futebol europeu conta instaurar rapidamente um inquérito, deixando antever que a Rússia pode enfrentar sanções severas devido ao comportamento dos seus adeptos.

Depois de três dias de violência na zona do porto velho de Marselha, os incidentes alastraram-se às imediações do estádio Velodrome, palco do jogo entre ingleses e russos, que terminou empatado 1-1.

A UEFA já tinha condenado veementemente os episódios de violência e esclarecido que só poderia atuar no perímetro dos recintos do Euro2016.

Durante a tarde de hoje, os tumultos na zona do porto velho provocaram 19 feridos, entre os quais um inglês em estado grave, enquanto já perto do estádio a polícia recorreu a gás lacrimogéneo e a um canhão de água para dispersar os adeptos.

O adepto inglês ficou entre a vida e a morte, depois de ter sido agredido, cerca das 17:30 locais, "com barras de ferro, aparentemente na cabeça", indicou uma fonte policial.

"As equipas de socorro tentaram reanimá-lo no local, antes de ser transferido para um hospital, acrescentou. O prognóstico vital está comprometido", afirmou o prefeito da polícia de Bouches-du-Rhône Laurent Nunez, reconhecendo que as altercações envolviam "adeptos ingleses, russos e franceses".

Incidentes semelhantes tinham já sido registados na quinta e sexta-feira, em Marselha, mas entre menos adeptos e sem causar feridos graves.

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, condenou esta noite "o comportamento irresponsável e deliberado de pseudo-adeptos", na sequência dos "incidentes inaceitáveis" em Marselha.

Lusa

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Hospitais já registam picos de afluência apesar de casos de gripe serem ainda poucos
    2:13

    País

    A gripe ainda não chegou em força, mas nos últimos dias foram vários os hospitais com grande afluências de doentes, sobretudo idosos e com infeções respiratórias. Em alguns dias desta semana o número de doentes disparou para mais de 600, como disse à SIC o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.