sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Aeroportos europeus reforçam medidas de segurança

As autoridades reforçaram as medidas de segurança nos aeroportos de Gatwick, em Londres, Charles de Gaules, em Paris e no aeroporto internacional de Frankfurt, após as explosões de hoje registadas no aeroporto e no metro de Bruxelas.

© Francois Lenoir / Reuters

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala, na sequência de duas explosões esta manhã no aeroporto de Bruxelas, que provocaram pelo menos um morto e vários feridos, segundo a polícia.

As autoridades belgas dão conta de uma outra explosão num estação de metropolitano na capital belga.

Entretanto, a imprensa belga fala já em 11 mortos e cerca de 20 feridos, citando diversas fontes de informação não oficiais.

Citando testemunhos no local, a imprensa indicou que tiros foram ouvidos antes da explosão e gritos de frases em árabe.

Pela rede social Twitter, a empresa gestora do aeroporto de Bruxelas informou que todos os voos foram cancelados e que o edifício está a ser evacuado.

O metro da cidade também já foi encerrado.

No outro aeroporto da capital da Bélgica, a segurança foi apertada, com a presença de vários militares armados e um controlo quase sistemático de veículos.

A polícia federal alemã também já reforçou a segurança no aeroporto internacional de Frankfurt, o de maior tráfego do continente Europeu, depois das duas explosões em Bruxelas.

De acordo com a imprensa local, as forças de segurança intensificaram os controlos pessoais em algumas áreas sensíveis do aeroporto internacional de Frankfurt, embora não citem nenhum perigo concreto.

A polícia federal é a responsável da vigilância das fronteiras exteriores, o que inclui os aeroportos internacionais do país, com cerca de 2.500 agentes.

Segundo um testemunho citado pela rádio pública RTBF, as explosões tiveram lugar cerca das 08:00 locais (07:00 em Lisboa) perto de uma porta de embarque para os Estados Unidos, onde estavam muitos passageiros. A testemunha descreve "muitas pessoas ensanguentadas".

Ainda são desconhecidas as causas das explosões.

Com Lusa

  • Atentados no aeroporto e metro de Bruxelas

    Atentados em Bruxelas

    Bruxelas foi hoje alvo de ataques terroristas, o balanço de vítimas subiu para 34 mortos e mais de 200 feridos. Duas grandes explosões ocorreram ao início da manhã, às 8:00 locais (7:00 em Lisboa) no Aeroporto de Zaventem. Cerca de uma hora depois, uma nova explosão registou-se numa estação de metro Maelbeek, próximo do quarteirão das instituições europeias. Entre os feridos está uma portuguesa. O alerta antiterrorista está no nível máximo no país, a população foi aconselhada a ficar onde está.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08