sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Aeroportos europeus reforçam medidas de segurança

As autoridades reforçaram as medidas de segurança nos aeroportos de Gatwick, em Londres, Charles de Gaules, em Paris e no aeroporto internacional de Frankfurt, após as explosões de hoje registadas no aeroporto e no metro de Bruxelas.

© Francois Lenoir / Reuters

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala, na sequência de duas explosões esta manhã no aeroporto de Bruxelas, que provocaram pelo menos um morto e vários feridos, segundo a polícia.

As autoridades belgas dão conta de uma outra explosão num estação de metropolitano na capital belga.

Entretanto, a imprensa belga fala já em 11 mortos e cerca de 20 feridos, citando diversas fontes de informação não oficiais.

Citando testemunhos no local, a imprensa indicou que tiros foram ouvidos antes da explosão e gritos de frases em árabe.

Pela rede social Twitter, a empresa gestora do aeroporto de Bruxelas informou que todos os voos foram cancelados e que o edifício está a ser evacuado.

O metro da cidade também já foi encerrado.

No outro aeroporto da capital da Bélgica, a segurança foi apertada, com a presença de vários militares armados e um controlo quase sistemático de veículos.

A polícia federal alemã também já reforçou a segurança no aeroporto internacional de Frankfurt, o de maior tráfego do continente Europeu, depois das duas explosões em Bruxelas.

De acordo com a imprensa local, as forças de segurança intensificaram os controlos pessoais em algumas áreas sensíveis do aeroporto internacional de Frankfurt, embora não citem nenhum perigo concreto.

A polícia federal é a responsável da vigilância das fronteiras exteriores, o que inclui os aeroportos internacionais do país, com cerca de 2.500 agentes.

Segundo um testemunho citado pela rádio pública RTBF, as explosões tiveram lugar cerca das 08:00 locais (07:00 em Lisboa) perto de uma porta de embarque para os Estados Unidos, onde estavam muitos passageiros. A testemunha descreve "muitas pessoas ensanguentadas".

Ainda são desconhecidas as causas das explosões.

Com Lusa

  • Atentados no aeroporto e metro de Bruxelas

    Atentados em Bruxelas

    Bruxelas foi hoje alvo de ataques terroristas, o balanço de vítimas subiu para 34 mortos e mais de 200 feridos. Duas grandes explosões ocorreram ao início da manhã, às 8:00 locais (7:00 em Lisboa) no Aeroporto de Zaventem. Cerca de uma hora depois, uma nova explosão registou-se numa estação de metro Maelbeek, próximo do quarteirão das instituições europeias. Entre os feridos está uma portuguesa. O alerta antiterrorista está no nível máximo no país, a população foi aconselhada a ficar onde está.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.