sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Federação belga de futebol cancela treino da seleção

A Federação Belga de Futebol cancelou hoje o treino da sua seleção, que tem jogo agendado para 29 de março com Portugal, em Bruxelas, na sequência das explosões verificadas hoje na capital do país.

OLIVIER HOSLET

"Os nossos pensamentos estão com as vítimas. O futebol hoje não é importante. O treino foi cancelado", comunicou a federação belga na sua conta na rede social do Twitter.

Também hoje a Federação Portuguesa de Futebol informou, numa nota enviada à agência Lusa, estar em contacto com a congénere belga e as autoridades portuguesas, belgas e internacionais, na sequência das explosões em Bruxelas, a uma semana do particular.

As seleções da Bélgica e de Portugal defrontam-se a 29 de março, no estádio Rei Balduíno, em Bruxelas, em jogo de preparação para o Campeonato da Europa de futebol, em França.

As explosões registadas hoje de manhã, em Bruxelas, no aeroporto internacional e numa estação de metro, causaram pelo menos 21 mortos, indicou um porta-voz dos bombeiros da capital belga, pouco antes das 11:00 (10:00 em Lisboa).

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.