sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Polícia belga centra atenções no bairro de Schaerbeek

Polícia belga centra atenções no bairro de Schaerbeek

Bruxelas viveu em estado de sítio durante a noite com as operações policiais em curso, depois dos atentados de ontem no metro e no aeroporto, que fizeram 34 mortos e 200 feridos. Foi no bairro de Schaerbeek que se concentram as atenções da polícia belga, depois de ter sido descoberto um engenho explosivo, semelhante aos utilizados no metro, com pregos e parafusos no interior. Foram encontrados ainda produtos químicos e uma bandeira do Daesh.

Na mira do helicóptero das autoridades belgas está o bairro de Scharbeek onde as buscas e suspeitas não são de agora, mas por aqui já tinham passado aquando dos atentados de Paris.

A zona a seguir à gare do norte da capital belga, estação de comboio que liga diretamente ao aeroporto fica também na linha da estação de metro de Maelbeek, a norte deste bairro alvo da ação terrorista desta terça-feira.

A polícia tem razões para concentrar os esforços nas ruas desta área, num raio de cinco quilómetros, para onde envia um batalhão de meios de unidades de intervenção especial brigadas anti-terrorismo e da polícia científica.

Numa das rusgas, num apartamento foram encontrados produtos químicos um engenho explosivo e uma bandeira do Daesh.

A polícia belga procura um homem, o terceiro suspeito que liga ao atentado no aeroporto como o bombista que fugiu.

Para a praça Marie-Louise, à saída do metro de Maalbeek, há dezenas de polícias, depois de uma testemunha ter denunciado a presença de um automóvel, com a chave na ignição e o motor a trabalhar.

Há estradas cortadas e a cada esquina é visível o forte dispositivo na caça ao homem em Schaerbeek

O Ministério Público adiantou que há investigações a decorrer noutras partes da Bélgica.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano