sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Selecionador belga preferia jogar contra Portugal em Bruxelas

Marc Wilmots, selecionador de futebol da Bélgica, disse esta quarta-feira que teria preferido disputar o particular de terça-feira contra Portugal em Bruxelas, como inicialmente previsto, e que não tem "medo do terrorismo".

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

"Queria jogar em Bruxelas, em casa, porque sou contra o medo. Devemos continuar a viver, mas respeito as decisões das autoridades", comentou na capital belga o treinador, referindo-se à inversão do papel de anfitrião, que passa para Portugal, em Leiria.

A reação de Wilmots acontece um dia depois dos atentados ocorridos em Bruxelas, que provocaram 31 mortos e 270 feridos, situação que levou a federação de futebol belga a anular o jogo e aceitar a proposta portuguesa de jogar sim em Leiria, na data inicialmente prevista.

"Eu queria jogar aqui, para mostrar aos terroristas que mesmo que acontecimentos terríveis afetem o país a vida retoma o seu ritmo depressa, para a maioria das pessoas. Para mostrar que não temos medo e que não vamos mudar a nossa forma de viver", insistiu Wilmots.

O selecionador belga, de qualquer modo, fez questão de agradecer à Federação Portuguesa de Futebol "organizar em poucos dias o que normalmente leva meses a montar".

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.