sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Comunidade islâmica em Lisboa faz hoje oração pelas vítimas dos atentados em Bruxelas

A comunidade islâmica de Lisboa realiza hoje uma oração pelas vítimas dos atentados na Bélgica.

LUSA

A cerimónia está marcada para as 13:15 e vai decorrer na Mesquita Central de Lisboa, com a presença do presidente da Câmara de Lisboa e o embaixador da Bélgica em Lisboa, bem como um representante da Casa Civil da Presidência da República.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da comunidade islâmica em Lisboa explicou que a ideia surgiu no decorrer da homenagem às vítimas organizada pela Câmara de Lisboa, há dois dias.

Abdool Vakil adiantou que, nessa altura, falou com o embaixador da Bélgica para fazer uma oração na Mesquita pelas vítimas dos atentados, no dia da oração semanal, e que esse convite foi aceite.

Segundo o responsável, vão estar presentes "12 ou 13" confissões religiosas e a cerimónia vai incluir um momento, "de um minuto ou dois", em que os presentes vão ser convidados a rezar em silêncio.

"Pela alma das pessoas que faleceram e para iluminar a humanidade para o caminho certo", sublinhou Abdool Vakil.

Depois desse momento, o imã da mesquita, sheik David Munir, lê a abertura do Corão e fará uma oração.

O presidente da comunidade islâmica em Lisboa sublinhou que esta iniciativa serve para "distinguir os muçulmanos dos ditos muçulmanos".

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47