sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Polícia belga detém um suspeito em Schaerbeek

A polícia belga que conduziu hoje uma grande operação antiterrorista em Schaerbeek deteve uma pessoa, que sofreu uma ligeira lesão na perna, e que houve várias pequenas explosões na desativação das bombas, disse um autarca.

© Christian Hartmann / Reuters

De acordo com as declarações do presidente da câmara de Schaerbeek, Bernard Clergayt, à agência AFP, a polícia deteve um suspeito no âmbito da operação policial desta manhã.

"Posso confirmar que houve uma operação policial que incidiu sobre uma opessoa que foi intercetada pela polícia e que sofreu uma ligeira lesão numa perna", disse Bernard Clerfayt à AFP, acrescentando que se registaram pequenas explosões relacionadas com a desativação de engenhos explosivos.

A operação antiterrorista em grande escala que decorreu hoje na zona de Schaerbeek, em Bruxelas, e que já terá terminado, segundo os meios de comunicação locais, está ligada com a detenção do francês Reda Kriket, em Paris, na quinta-feira, disse uma fonte da polícia.

A polícia francesa disse que a operação que decorre nos subúrbios de Bruxelas, em Schaerbeek, estava relacionada com a investigação sobre a detenção de Reda Kriket, de 34 anos, em Paris, que tinha armas pesadas e explosivos no seu apartamento.

Kriket foi condenado no ano passado na Bélgica, juntamente com Abdelhamid Abaaoud, o suposto líder dos ataques a Paris em novembro do ano passado.

A sua detenção, na quinta-feira, abortou um ataque em fase avançada contra a França, disse o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve.

Uma nova operação antiterrorista em grande escala decorre hoje em Bruxelas, noticia a imprensa belga, referindo que camiões militares e agentes fortemente armados rodearam a zona de Schaerbeek.

As unidades especiais da polícia federal entraram numa vivenda nesse bairro, segundo a agência de notícias belga, que acrescenta também que foi ouvida uma explosão no iníocio da intervenção.

Os arredores da zona onde se desenrola a operação foram fechados e estão protegidos por agentes fortemente armadas e por camiões militares, acrescenta a agência, que nota ainda a presença do serviço de deteção e desativação de explosivos da polícia local.

Na terça-feira, vários atentados terroristas no aeroporto de Zaventem e na estação de metropolitano de Maelbeek fizeram 31 mortos e cerca de 300 feridos na capital belga.

Na quinta-feira houve várias ações nos bairros de Jette e Schaerbeek, em Bruxelas, que levaram à detenção de seis indivíduos, havendo a registar uma nova detenção no distrito de Forest.

Lusa

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.

  • Mouchão da Póvoa em risco de desaparecer
    1:58

    País

    A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira alerta para o risco de desaparecimento do Mouchão da Póvoa, uma dos três mouchões do Tejo, no concelho. Em causa está a falta de autorização, pedida à Agência Portuguesa do Ambiente, para uma intervenção de emergência nos diques.

  • Lixo, para que te quero?
    23:17
  • Tuk-tuk em protesto oferecem hoje passeios gratuitos em Lisboa

    País

    A Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE) promove hoje a iniciativa "Cá vai Lisboa", com passeios gratuitos de tuk-tuk, para alertar a população para a "problemática" regulamentação municipal deste tipo de veículos.

  • Ricardo Robles apresentado como candidato do BE a Lisboa
    1:31

    Autárquicas 2017

    Ricardo Robles foi formalmente apresentado este sábado como candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Lisboa. No encerramento da convenção autárquica do partido, Catarina Martins fez críticas ao Governo, dizendo que o projeto de descentralização do Executivo é perigoso e ameaça a democracia.