sicnot

Perfil

Festivais de Verão

Festivais de Verão

Festivais de Verão

Fado ganha palco próprio no Festival Alive em Algés

O Festival Alive, que se realiza em julho, no passeio marítimo de Algés, nos arredores de Lisboa, dedica este ano, pela primeira vez, um palco ao fado, apresentado como "o género musical mais importante da música popular portuguesa".

Na programação hoje divulgada, a organização anunciou, em comunicado, um sétimo palco, que "nasce numa zona renovada do recinto, com cenografia própria, que irá envolver todos os festivaleiros, num ambiente tradicional português".

Ana Sofia Varela, Marco Rodrigues, Vanessa Alves, Marco Oliveira, Raquel Tavares e Hélder Moutinho são alguns dos nomes que irão passar por este palco, denominado "O EDP Fado Café", assim como os Dead Combo, o grupo as Cordas da Má Fama e Tiago Bettencourt, "com um espetáculo especialmente preparado para este palco, no qual o cantor irá revisitar temas do cancioneiro nacional que mais o influenciaram ao longo da sua carreira".

"A requalificação de uma rua, com 150 metros de comprimento, eminentemente inspirada na traça pombalina, irá albergar vários elementos da cultura portuguesa, entre eles a recriação do Museu da Eletricidade e do futuro Museu de Arte Arquitetura e Tecnologia", e será nesta área do NOS Alive que vai ser colocado o novo palco, assim como espaços de comércio, um projeto da autoria do arquiteto Rui Francisco.

O festival decorre de 7 e 9 de julho e, neste último dia, o palco fadista "será brindado com uma programação" preparada pelo programador da casa de fados, Mesa de Frades, em Alfama.

"E porque há momentos que têm de ser revividos, o NOS Alive vai ainda recuperar a pista de slow; entre as 00:00 e as 04:00, o EDP Fado Cafe vai contar com voz, saxofone e piano, onde será sempre hora para dançar", lê-se no mesmo comunicado.

A 10.ª edição do Festival NOS Alive abre daqui por cem dias e, entre os nomes já anunciados para os outros palcos, estão os norte-americanos Band of Horses que já atuaram em 2013.

A banda de Seattle, que está em estúdio a preparar um novo álbum, atuará a 9 de julho, no mesmo dia de Arcade Fire, M83, Grimes, José González, Paus, Ratatat e Calexico.

Entre os mais de trinta nomes já confirmados, estão os Radiohead, Calexico, Pixies, Father John Misty, Carlão, Tame Impala, Robert Plant, antigo vocalista da banda Led Zeppelin, e ainda, Wolf Alice, Years & Years, The Chemical Brothers e os portugueses Paus.

Lusa

  • Santana diz que Marcelo por vezes faz de conta que é primeiro-ministro
    1:12

    País

    Santana Lopes diz que a expectativa que Passos Coelho criou sobre o mau desempenho do Governo se está a virar-se contra ele. Numa entrevista ao jornal Expresso deste sábado, o ex-primeiro-ministro e ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa considera contudo que Passos Coelho ainda poderá ganhar as próximas eleições. Sobre Marcelo, o atual provedor da Santa Casa da Misericórdia diz que por vezes faz de conta que é o primeiro-ministro.

  • Coala do Zoo de Duisburg viaja para Lisboa 

    País

    A SIC acompanhou, em exclusivo, a transferência de uma coala do Zoo de Duisburg, na Alemanha, para o Jardim Zoológico de Lisboa. O animal foi transportado pela TAP e batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Uma reportagem para ver mais logo no Jornal da Noite da SIC.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.