sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Mbeki nega subornos na escolha da sede do Mundial 2010

O antigo Presidente sul-africano Thabo Mbeki negou hoje que o país tenha pagado subornos para ganhar a corrida à organização do Campeonato do Mundo de de futebol de 2010.  

Antigo Presidente sul-africano Thabo Mbeki (Reuters/ Arquivo)

Antigo Presidente sul-africano Thabo Mbeki (Reuters/ Arquivo)

© Stringer . / Reuters

"Não sei de ninguém do governo que tenha pagado subornos com o objetivo de o nosso país fosse premiado com o direito de receber o Mundial", disse Mbeki, em comunicado, acrescentando que "nenhum direito público foi alguma vez usado para subornos". 

 
 

O ex-presidente garantiu ainda que o seu governo "nunca teria pagado qualquer suborno, mesmo que lhe fosse pedido". 

 
 

Uma investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos revelou que "um alto responsável da candidatura da África do Sul", cujo nome não foi revelado, entregou uma mala de dinheiro num hotel em Paris. 

 
 

A acusação defende também que o governo da África do Sul teria autorizado que os 10 milhões de euros que deveria receber pela candidatura fossem transferidos para pagar subornos ao antigo vice-presidente da FIFA Jack Warner.



Lusa

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08