sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Mbeki nega subornos na escolha da sede do Mundial 2010

O antigo Presidente sul-africano Thabo Mbeki negou hoje que o país tenha pagado subornos para ganhar a corrida à organização do Campeonato do Mundo de de futebol de 2010.  

Antigo Presidente sul-africano Thabo Mbeki (Reuters/ Arquivo)

Antigo Presidente sul-africano Thabo Mbeki (Reuters/ Arquivo)

© Stringer . / Reuters

"Não sei de ninguém do governo que tenha pagado subornos com o objetivo de o nosso país fosse premiado com o direito de receber o Mundial", disse Mbeki, em comunicado, acrescentando que "nenhum direito público foi alguma vez usado para subornos". 

 
 

O ex-presidente garantiu ainda que o seu governo "nunca teria pagado qualquer suborno, mesmo que lhe fosse pedido". 

 
 

Uma investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos revelou que "um alto responsável da candidatura da África do Sul", cujo nome não foi revelado, entregou uma mala de dinheiro num hotel em Paris. 

 
 

A acusação defende também que o governo da África do Sul teria autorizado que os 10 milhões de euros que deveria receber pela candidatura fossem transferidos para pagar subornos ao antigo vice-presidente da FIFA Jack Warner.



Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".