sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Advogado diz que evidências vão provar inocência de Blatter

O advogado de Joseph Blatter disse esta sexta-feira que as evidências do processo que foi movido pela justiça suíça contra o presidente da FIFA vão provar a sua inocência e demonstrar que não houve qualquer ato de má gestão.

O ato de má gestão, que o advogado reafirma que não existiu, diz respeito a um acordo entre a FIFA e a Federação de Futebol das Caraíbas, que, segundo o Ministério Publico da Suíça foi prejudicial para a FIFA. (Arquivo)

O ato de má gestão, que o advogado reafirma que não existiu, diz respeito a um acordo entre a FIFA e a Federação de Futebol das Caraíbas, que, segundo o Ministério Publico da Suíça foi prejudicial para a FIFA. (Arquivo)

© Denis Balibouse / Reuters

"O Sr. Blatter está a cooperar e estamos confiantes de que, quando as autoridades suíças tiverem a oportunidade de rever os documentos e as provas, vão ver que o contrato foi devidamente preparado e negociado pelos funcionários da FIFA", disse em comunicado por Richard Cullen.

O ato de má gestão, que o advogado reafirma que não existiu, diz respeito a um acordo entre a FIFA e a Federação de Futebol das Caraíbas, que, segundo o Ministério Publico da Suíça foi prejudicial para a FIFA.

Neste processo, também está envolvido Platini, candidato à sucessão de Blatter nas eleições de fevereiro na FIFA, por, alegadamente, ter recebido do suíço "um pagamento ilegal" de dois milhões de francos suíços (cerca de 1,8 milhões de euros).

A FIFA foi abalada por um escândalo de corrupção em maio, a dois dias da reeleição de Blatter, num processo aberto pela justiça dos Estados Unidos e que levou a acusações a 14 dirigentes e ex-dirigentes.

No início de junho, Blatter apresentou a demissão, abrindo o caminho para novas eleições, marcadas para 26 de fevereiro.

Além de Platini, são também candidatos à presidência da FIFA o príncipe jordano Ali bin Al Hussein, antigo vice-presidente da FIFA, o sul-coreano Chung Mong-Joon, também antigo vice-presidente da FIFA, e o ex-futebolista brasileiro Zico.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.