sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Advogados de Blatter dizem que Comité de Ética não respeitou regulamentos

Os advogados de Joseph Blatter consideraram hoje que o Comité de Ética da FIFA "não respeitou" os seus próprios regulamentos ao suspender o suíço por 90 dias sem antes o ouvir.

Christophe Ena

Segundo um comunicado do suíço Lorenz Erni e do norte-americano Richard Cullen, "o presidente Blatter lamenta que a Comissão de Ética não tenha cumprido o código de ética e disciplinar", por ter abdicado de ouvir o presidente demissionário do organismo.

Os dois advogados entendem que o mesmo comité "baseou a sua decisão numa interpretação errada das medidas tomadas pela procuradoria-geral da Suíça", que instaurou um processo criminal a Blatter por suspeita de gestão danosa, apropriação indevida de fundos e abuso de confiança.

"O Ministério Público será obrigado, por lei, a renunciar ao procedimento criminal caso o inquérito não consiga reunir provas suficientes em duas semanas", refere o mesmo comunicado dos dois advogados.

Blatter e o presidente da UEFA, Michel Platini, foram suspensos provisoriamente por 90 dias pelo Comité de Ética do organismo que rege o futebol mundial em consequência da sua implicação no escândalo de corrupção que atingiu da instituição.

O secretário-geral da FIFA, o francês Jérôme Valcke, também foi suspenso provisoriamente por 90 dias, e o sul-coreano Chung Mong-Joon, que também já assumiu a candidatura à sucessão de Blatter na presidência do organismo, foi suspenso por seis anos.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.