sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Federação Portuguesa de Futebol apoia candidatura de Gianni Infantino à FIFA

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) subscreveu a posição tomada pelo comité executivo da UEFA de apoiar o secretário-geral do organismo europeu na candidatura à presidência da FIFA.

Gianni Infantino ocupa o cargo de secretário-geral da UEFA desde outubro de 2009. (Arquivo)

Gianni Infantino ocupa o cargo de secretário-geral da UEFA desde outubro de 2009. (Arquivo)

© Pierre Albouy / Reuters

Questionada pela agência Lusa, fonte oficial federativa disse que a FPF subscreveu a posição tomada unanimemente pelo comité executivo da UEFA e que a estrutura portuguesa é uma das federações subscritoras da candidatura.

A mesma fonte acrescentou que a candidatura do suíço "representa um forte compromisso com a necessidade de implementar as reformas na FIFA, em defesa do futebol mundial".

Na mesma resposta, o presidente da FPF elogiou Infantino, justificando a subscrição da candidatura.

"Conheço o Gianni Infantino há muito tempo, antes mesmo de ele ser secretário-geral da UEFA e sou testemunha do extraordinário trabalho que ele tem feito ao longo da sua carreira. O Gianni tem sido uma pessoa fundamental no desenvolvimento da UEFA e das suas federações, maiores e mais pequenas, ao longo dos últimos anos", referiu Fernando Gomes.

Gianni Infantino ocupa o cargo de secretário-geral da UEFA desde outubro de 2009.

Além do secretário-geral da UEFA, pretendem concorrer à presidência da FIFA o presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), o xeque Salman bin Ebrahim Al Khalifa, o presidente da UEFA, o francês Michel Platini, suspenso por 90 dias pelo Comité de Ética e cuja candidatura a UEFA não revela se se mantém, o jordano Ali bin al Hussein, o francês Jerôme Champagne, o ex-futebolista e antigo capitão da seleção de Trindade e Tobago David Nakhid, o sul-africano Tokyo Sexwale e o presidente da Federação Liberiana de Futebol (LFA), Musa Bility.

Lusa

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC