sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Ricardo Salgado volta a ser ouvido no Parlamento na próxima semana

O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, vai voltar a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito na próxima quinta-feira, dia 19 de março, revelou hoje aos jornalistas o deputado Fernando Negrão, que preside aos trabalhos.

MIGUEL A. LOPES

A informação foi avançada no final de uma reunião de coordenadores dos vários grupos parlamentares que integram a comissão de inquérito ao caso BES/GES, que decorreu depois de terminada a audição de Miguel Frasquilho.

Salgado vai ser ouvido às 16:00, naquela que será a primeira repetição de uma audição nesta comissão. 

Mas não vai ser a única, já que os deputados agendaram também novas audições ao presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Carlos Tavares, no dia 24 de março às 09:00, ao governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, no mesmo dia às 15:00, e à ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, no dia 25 de março às 16:00.

A comissão de inquérito volta a ser retomada na próxima terça-feira, dia 17 de março, com as audições do presidente do Banco BPI, Fernando Ulrich, às 09:00, e do vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, às 15:00, como já estava definido há algum tempo.

Fernando Negrão deixou em aberto a possibilidade de os trabalhos da comissão, no que toca às audições, poderem terminar no dia 25 de março, caso os cinco grupos parlamentares considerem que não necessitam de ouvir mais testemunhos.

Contudo, o deputado do PSD vincou que existe também a possibilidade de, no decurso das audições que se seguem, haver a necessidade de chamar ao Parlamento outros responsáveis ligados direta ou indiretamente ao colapso do Banco Espírito Santo (BES) ou ao Grupo Espírito Santo (GES).


Lusa
  • Auditoria forense ao BES aponta quatro atos de gestão ruinosa
    2:06

    Economia

    É um documento arrasador para Ricardo Salgado e para as administrações que liderou. A auditoria forense pedida pelo Banco de Portugal dá conta de 21 desobediências do ex-presidente do BES ao supervisor, em apenas sete meses, e de, pelo menos, quatro práticas de gestão ruinosa. É ainda dito que foram feitos empréstimos a administradores e empresas do grupo Espírito Santo, às escondidas do Banco de Portugal, que já tinha proibido qualquer crédito. As conclusões já foram enviadas ao Ministério Público.

  • Auditoria aponta quatro atos de gestão ruinosa à administração de Salgado
    1:57

    Queda do BES

    O Banco de Portugal já enviou ao Ministério Público os resultados da auditoria forense ao BES. O documento dá conta de 21 desobediências de Ricardo Salgado ao supervisor em apenas sete meses e de pelo menos quatro práticas de gestão ruinosa. É ainda dito que foram feitos empréstimos a administradores do BES e a empresas do Grupo Espírito Santo às escondidas do Banco de Portugal, que já tinha proibido qualquer crédito.

  • Ricardo Salgado desobedeceu ao Banco de Portugal
    1:56

    Economia

    A auditoria forense ao BES encontrou indícios de gestão ruinosa praticada pela administração do Banco Espírito e Santo e do Espírito Santo Financial Group. O Jornal de Negócios avançou ontem à noite que Ricardo Salgado desobedeceu ao Banco de Portugal. Detalhes que constam do sumário executivo que o supervisor enviou à comissão parlamentar de inquérito que investiga a gestão do BES e do GES.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Chamar o médico a casa é um procedimento habitual para muitas famílias, mas chamar um enfermeiro a casa é menos comum. Uma portuguesa criou um sistema inovador no mundo em que pode chamar um enfermeiro a casa através da internet ou de uma aplicação para telemóvel com os mesmos preços em todo o país e sem mensalidades. Só paga o serviço que utilizar. O Contas Poupança foi conhecer os preços e comparar para ver se compensa.