sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Constâncio diz que BCE não interferiu na decisão sobre obrigações do Novo Banco

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vítor Constâncio, afirmou hoje que a instituição não teve qualquer intervenção na decisão de passar obrigações seniores do Novo Banco para o 'banco mau' BES.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

"Já comunicámos que o BCE não teve qualquer interferência na decisão sobre o Novo Banco", referiu Constâncio, em resposta a uma pergunta na conferência de imprensa realizada após a reunião de hoje do BCE.

Na semana passada, uma fonte oficial do BCE disse à Lusa que a decisão sobre o Novo Banco "foi tomada exclusivamente pelo Banco de Portugal de acordo com os seus poderes de autoridade de resolução nacional".

No passado dia 29 de dezembro, o Banco de Portugal decidiu passar para o BES a responsabilidade pelas obrigações não subordinadas ou seniores destinadas a investidores institucionais que, aquando da resolução de 03 de agosto de 2014, tinham ficado no Novo Banco, decisão que implica perdas para os detentores destas obrigações.

Analistas e intervenientes do setor financeiro têm vindo a dizer que esta decisão do Banco de Portugal poderá agravar o financiamento dos bancos portugueses nos mercados, uma vez que põe em causa a segurança dos investimentos.

No dia 29 de dezembro, quando já se sabia que se preparava uma recapitalização do Novo Banco com recurso aos obrigacionistas mas sem serem conhecidos exatamente os contornos, a Lusa questionou o BCE sobre isso, tendo então o banco central dito que estava a acompanhar a situação.

"Como supervisor, estamos a acompanhar os desenvolvimentos", referiu, na altura, fonte oficial.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.