sicnot

Perfil

Global Management Challenge

Oito equipas disputam final nacional do Global Management Challenge

Oito equipas disputam final nacional do Global Management Challenge

Oito equipas chegaram à final nacional da maior competição de gestão do mundo. Entre elas, estão equipas formadas por desempregados que procuram mais uma oportunidade de trabalho. O vencedor representar Portugal na final do Global Management Challenge, que este ano é em Macau.

  • Equipa Felpos Bom dia vence 36ª edição do Global Management Challenge
    2:21

    Global Management Challenge

    A 36ª edição do Global Management Challenge já tem um vencedor. A equipa Felpos Bom dia foi considerada a melhor equipa de gestão e vai, pela segunda vez consecutiva, representar Portugal a Macau e competir com mais de 30 países. Jorge Gaspar, presidente do IEFP, considera que esta é uma iniciativa que "aproxima os jovens do mercado de trabalho" e que "aplica ferramentas idênticas às que temos no mercado de trabalho real". Nuno Amado, presidente do Millennium BCP, acha que "percebendo o resultado e as consequências das decisões que fazemos é uma boa formação", por sua vez, os fundadores do Global Management Challenge, uniram o discurso. Luís Alves Costa, da SDG, e Francisco Pinto Balsemão, garantem que a competição "é uma oportunidade única para os estudantes aprofundarem os conhecimentos de gestão".

  • Millennium BCP eleito patrocinador do ano da 36ª edição do GMC
    1:34

    Global Management Challenge

    O banco Millennium BCP foi distinguido como patrocinador do ano da 36ª edição do Global Management Challenge. Nuno Amado, presidente do banco, diz estar "muito contente" pela distinção e aponta a capacidade de formação e de inovação da iniciativa. Garante que uma das competências mais importantes é "ver as consequências das decisões que temos de uma forma rápida e num ambiente competitivo" e que "é muito importante ter noção da causa-efeito num ambiente competitivo em setores onde estão outros a competir".

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00