sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Primeira lei do Governo grego visa combate à crise humanitária da pobreza

O Governo grego vai apresentar hoje a sua primeira lei, focada no combate ao que chama de crise humanitária e na melhoria das condições de vida de 300 mil pessoas que vivem abaixo do limiar da pobreza.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Yorgos Karahalis / Reuters

O objetivo da lei é oferecer aos mais pobres eletricidade gratuita até um máximo de 300 quilowatts por hora durante o mês e subsídios para pagar o aluguer de 300 mil habitações, sendo que cada pessoa terá direito a uma subvenção estatal de 70 euros por mês, que pode ir até ao máximo de 220 euros mensais para as famílias numerosas. 

O pagamento da subvenção será feito diretamente ao proprietário da habitação para evitar qualquer tipo de abusos, explica a agência de notícias espanhola Efe, que acrescenta que a lei prevê a disponibilização de senhas de alimentos para 300 mil famílias, que receberão um crédito semanal com o qual poderão comprar comida.

A lista dos beneficiários desta iniciativa é selecionada através do recurso à declaração fiscal e aos rendimentos de outras fontes que não sejam o trabalho.

As pessoas no desemprego que não preencham as declarações ao fisco têm de assinar um documento em que garantem que não têm rendimentos nem nenhum outro tipo de subsídio.

A lei, que deverá ser analisada pelo gabinete nacional de contabilidade antes de dar entrada formal no Parlamento, hoje à tarde, é a primeira de quatro iniciativas que o novo Governo de Atenas quer apresentar esta semana.

As outras referem-se à proibição de despejos forçados nas primeiras casas, a possibilidade de pagar as dívidas ao Tesouro e à Segurança Social em parcelas e a reabertura da emissora pública de televisão ERT, fechada pelo Governo anterior, em junho de 2013.


Lusa
  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.