sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Primeira lei do Governo grego visa combate à crise humanitária da pobreza

O Governo grego vai apresentar hoje a sua primeira lei, focada no combate ao que chama de crise humanitária e na melhoria das condições de vida de 300 mil pessoas que vivem abaixo do limiar da pobreza.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Yorgos Karahalis / Reuters

O objetivo da lei é oferecer aos mais pobres eletricidade gratuita até um máximo de 300 quilowatts por hora durante o mês e subsídios para pagar o aluguer de 300 mil habitações, sendo que cada pessoa terá direito a uma subvenção estatal de 70 euros por mês, que pode ir até ao máximo de 220 euros mensais para as famílias numerosas. 

O pagamento da subvenção será feito diretamente ao proprietário da habitação para evitar qualquer tipo de abusos, explica a agência de notícias espanhola Efe, que acrescenta que a lei prevê a disponibilização de senhas de alimentos para 300 mil famílias, que receberão um crédito semanal com o qual poderão comprar comida.

A lista dos beneficiários desta iniciativa é selecionada através do recurso à declaração fiscal e aos rendimentos de outras fontes que não sejam o trabalho.

As pessoas no desemprego que não preencham as declarações ao fisco têm de assinar um documento em que garantem que não têm rendimentos nem nenhum outro tipo de subsídio.

A lei, que deverá ser analisada pelo gabinete nacional de contabilidade antes de dar entrada formal no Parlamento, hoje à tarde, é a primeira de quatro iniciativas que o novo Governo de Atenas quer apresentar esta semana.

As outras referem-se à proibição de despejos forçados nas primeiras casas, a possibilidade de pagar as dívidas ao Tesouro e à Segurança Social em parcelas e a reabertura da emissora pública de televisão ERT, fechada pelo Governo anterior, em junho de 2013.


Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.