sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo grego garante que pode pagar despesas deste mês

O vice-ministro grego das Finanças, Dimitris Mardas, garantiu hoje que o país pode pagar as despesas deste mês, acrescentando que, por enquanto, as "coisas estão bem".

PATRICK PLEUL

Em declarações a uma cadeia privada de televisão, citadas pela agência noticiosa EFE, Mardas informou que com "base nos dados" atuais "podem-se pagar" as obrigações do estado grego.

O país terá de pagar na próxima semana 450 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI), enquanto a fatura total em abril ultrapassa os 650 milhões, uma vez que se somam mais de 200 milhões em juros.

A Grécia terá ainda de substituir 2.400 milhões de euros de títulos do Tesouro que vencem em abril.

Se o último leilão de títulos já foi problemático face à subida de juros, o país terá agora mais dificuldades de liquidez porque o Banco Central Europeu proibiu as entidades financeiras locais de comprarem dívida.

As decisões do BCE podem servir como pressão para o Governo de Alexis Tsipras chegar a um acordo com os credores para o desembolso de uma parte pendente da ajuda de 7.200 milhões de euros, dinheiro que pode evitar a bancarrota grega.

 O país tem-se financiado a si mesmo desde agosto quando recebeu a última tranche do resgate financeiro internacional.

Além do pagamento de créditos e juros, o Estado terá de pagar cerca de 1.700 milhões de euros em salários e pensões, um cenário que levou Tsipras a avisar os seus pares europeus sobre as escolhas que teria de fazer caso continuasse sem receber ajuda financeira.

Desde há algumas semanas, que a Grécia tem recorrido a operações de recompra e pedido fundos a entidades públicas como a Segurança Social e a agência de emprego.









Lusa
  • Ouvidas duas explosões junto ao estádio do Besiktas em Istambul

    Mundo

    Duas explosões foram ouvidas este sábado no lado europeu da cidade turca de Istambul, junto ao estádio de futebol do Besiktas, segundo agências de notícias internacionais. Até ao momento, sabe-se que pelo menos 20 pessoas ficaram feridas. A agência Reuters relata fumo a sair do recinto recentemente construído e fala ainda numa troca de tiros audível.

    Em desenvolvimento

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19