sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Tsipras questiona e critica planos de austeridade aplicados na Grécia

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, considerou, na noite de segunda-feira, que "as questões que se colocam sobre os últimos cinco anos de planos de austeridade são imensas" e que "o povo tem direito a ter respostas". 

As considerações de Tsipras foram feitas durante um debate parlamentar sobre a comissão de auditoria da dívida grega, lançada pelo presidente do parlamento, Zoé Konstantopoulou, em 17 de março passado.

As considerações de Tsipras foram feitas durante um debate parlamentar sobre a comissão de auditoria da dívida grega, lançada pelo presidente do parlamento, Zoé Konstantopoulou, em 17 de março passado.

Petros Giannakouris / AP

As considerações de Tsipras foram feitas durante um debate parlamentar sobre a comissão de auditoria da dívida grega, lançada pelo presidente do parlamento, Zoé Konstantopoulou, em 17 de março passado.

A constituição desta comissão de inquérito era uma promessa de campanha de Alexis Tsipras. 

Integrada por cientistas e juristas, a comissão visa determinar a origem da dívida grega e dos planos de austeridade aplicados a partir de 2010, em troca de financiamentos da União Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional. 

"O objetivo é determinar o eventual caráter odioso, ilegal ou ilegítimo das dívidas públicas contraídas pelo Governo grego", tinha especificado Zoé Konstantopoulou, por ocasião da apresentação da comissão, que deve divulgar as primeiras conclusões em junho. 

"O povo grego precisa de entender como é que o país aceitou decisões que elevaram a dívida, de 124% do PIB (Produto Interno Bruto) no início da crise para 175% hoje, que levaram ao aumento do desemprego, à baixa dos salários e ao êxodo dos jovens diplomados", disse Tsipras. 
Lusa
  • Primeiro-ministro grego garante honestidade na negociação
    0:54

    Economia

    O primeiro-ministro grego garante que é com honestidade que a Grécia negoceia com os credores, mas não será a qualquer preço que fará um acordo incondicional em troca da ajuda financeira. Alex Tsipras disse ainda ontem no Parlamento de Atenas que é preciso reestruturar a dívida pública da Grécia.

  • Varoufakis assume que negociações estão a demorar muito tempo
    2:55

    Crise na Grécia

    O ministro das Finanças grego reconhece que as negociações com os parceiros europeus estão a demorar demasiado tempo porque há medidas que Atenas não quer implementar. Entretanto, Alexis Tsipras anunciou que vai contratar 4500 funcionários para reforçar os cuidados de saúde gratuitos aos gregos com maior dificuldade.

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.