sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Tsipras questiona e critica planos de austeridade aplicados na Grécia

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, considerou, na noite de segunda-feira, que "as questões que se colocam sobre os últimos cinco anos de planos de austeridade são imensas" e que "o povo tem direito a ter respostas". 

As considerações de Tsipras foram feitas durante um debate parlamentar sobre a comissão de auditoria da dívida grega, lançada pelo presidente do parlamento, Zoé Konstantopoulou, em 17 de março passado.

As considerações de Tsipras foram feitas durante um debate parlamentar sobre a comissão de auditoria da dívida grega, lançada pelo presidente do parlamento, Zoé Konstantopoulou, em 17 de março passado.

Petros Giannakouris / AP

As considerações de Tsipras foram feitas durante um debate parlamentar sobre a comissão de auditoria da dívida grega, lançada pelo presidente do parlamento, Zoé Konstantopoulou, em 17 de março passado.

A constituição desta comissão de inquérito era uma promessa de campanha de Alexis Tsipras. 

Integrada por cientistas e juristas, a comissão visa determinar a origem da dívida grega e dos planos de austeridade aplicados a partir de 2010, em troca de financiamentos da União Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional. 

"O objetivo é determinar o eventual caráter odioso, ilegal ou ilegítimo das dívidas públicas contraídas pelo Governo grego", tinha especificado Zoé Konstantopoulou, por ocasião da apresentação da comissão, que deve divulgar as primeiras conclusões em junho. 

"O povo grego precisa de entender como é que o país aceitou decisões que elevaram a dívida, de 124% do PIB (Produto Interno Bruto) no início da crise para 175% hoje, que levaram ao aumento do desemprego, à baixa dos salários e ao êxodo dos jovens diplomados", disse Tsipras. 
Lusa
  • Primeiro-ministro grego garante honestidade na negociação
    0:54

    Economia

    O primeiro-ministro grego garante que é com honestidade que a Grécia negoceia com os credores, mas não será a qualquer preço que fará um acordo incondicional em troca da ajuda financeira. Alex Tsipras disse ainda ontem no Parlamento de Atenas que é preciso reestruturar a dívida pública da Grécia.

  • Varoufakis assume que negociações estão a demorar muito tempo
    2:55

    Crise na Grécia

    O ministro das Finanças grego reconhece que as negociações com os parceiros europeus estão a demorar demasiado tempo porque há medidas que Atenas não quer implementar. Entretanto, Alexis Tsipras anunciou que vai contratar 4500 funcionários para reforçar os cuidados de saúde gratuitos aos gregos com maior dificuldade.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.