sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Pierre Moscovici diz que a UE não está a preparar a saída da Grécia da Zona Euro

A União Europeia não está a preparar a saída da Grécia da Zona Euro, disse hoje o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici.

© Francois Lenoir / Reuters

"Não há preparações para uma 'Grexit'" [contração em inglês de 'Grécia' e 'saída'], afirmou Moscovici, que garantiu também que "não há 'Plano B'", citado pela agência noticiosa AFP.

"A posição da Comissão Europeia é a de que a Grécia tem o seu lugar na Zona Euro. Estamos a trabalhar nessa base", especificou. 

Os comentários de Moscovici foram feitos depois de dois dirigentes seniores do Fundo Monetário Internacional (FMI) terem sugerido no início desta semana que, apesar de a saída da Grécia da Zona Euro não ser ideal, se acontecesse, a União Europeia deveria aproveitar a ocasião para avançar para uma união política e orçamental total. 

Moscovici porém admitiu que as negociações entre a União Europeia e Atenas, para manter o financiamento da Grécia e evitar um desastroso incumprimento, estavam a avançar "demasiado devagar". 

A data estipulada para um acordo é o dia 24 de abril, quando o Eurogrupo, que junta os ministros as Finanças da Zona Euro, se reúne em Riga, na Letónia. 

A Grécia pretende um financiamento de 7,2 mil milhões de euros para suportar a economia e pagar dívidas ao FMI e ao Banco Central Europeu, mas tem deparado com fortes exigências de alterações internas por parte dos seus credores. 

Moscovici adiantou ainda que há muitos detalhes que precisam de ser acertados: "O tempo está a esgotar-se. É absolutamente crucial conseguir um progresso sólido". 

Lusa
  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite