sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Plano de reformas grego analisado hoje em Paris

O plano de reformas grego vai ser discutido hoje em Paris pelo "Grupo de Bruxelas" numa altura em que não existe qualquer perspetiva sobre decisões para desbloquear o financiamento de que Atenas necessita com urgência. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Alkis Konstantinidis / Reuters

O "Grupo de Bruxelas", formado pela Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), vai discutir com as autoridades gregas o plano de reformas que não convence os credores internacionais. 

A Comissão Europeia já fez saber que "não está satisfeita" com o nível dos progressos alcançado até ao momento acrescentando que falta um acordo a nível técnico para, "pelo menos", conseguir dos credores a autorização para o plano de reformas que deve vir a ser apresentado na próxima reunião dos países da zona euro, agendado para sexta-feira em Riga.

Por outro lado, em Washington decorre a reunião de primavera do Banco Mundial e do FMI com a presença do ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, e os homólogos europeus assim como os líderes das instituições credoras.

Na capital norte-americana encontram-se igualmente o comissário para os Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, assim como os presidentes do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem e do BCE, Mario Draghi com quem Varoufakis se reuniu na sexta-feira. 

Dijesselbloem não tem previsto qualquer encontro com o ministro grego, segundo as fontes da EFE, apesar de admitirem que possa realizar-se uma reunião à margem da cimeira.

O ministro das Finanças alemãs, Wolfgang Schauble, como Moscovici, já demonstraram uma falta de perspetivas sobre um acordo entre Atenas e os parceiros da zona euro, em Riga e que consideram pouco realista uma mudança de posições em apenas uma semana.

Schauble disse na quarta-feira em Nova Iorque que "ninguém espera que se alcance uma solução" no dia 24 de abril e Moscovici afirmou ao Financial Times que as negociações com Atenas não foram demasiado efetivas até ao momento.

Moscovici disse mesmo que a reunião decisiva vai ser, provavelmente, o encontro agendado para o dia 11 de maio em Bruxelas e não o encontro da Letónia.

Hoje, a revista alemã Der Spiegel refere que o governo grego prevê assinar com a Rússia um acordo na área da energia já na próxima semana o que pode garantir a Atenas entre três mil a cinco mil milhões de euros de pagamentos antecipados.

A publicação que cita fontes da cúpula do Syriza, partido no poder na Grécia, refere que o acordo com Moscovo vai ser assinado na terça-feira e vai permitir a Atenas liquidez a curto prazo. 

Até ao momento a notícia ainda não foi comentada.


Lusa
  • As primeiras reações à morte de Chester Bennington

    Cultura

    Chester Bennington, vocalista da banda de metal alternativo Linkin Park, morreu esta quinta-feira em casa em Palos Verdes Estates, no estado da Califórnia, nos EUA. Várias celebridades já reagiram à morte do músico de 41 anos. Segundo o TMZ, o cantor da banda norte-americana suicidou-se.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26
  • O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional

    Mundo

    A antiga estrela de futebol americano O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional, depois de ter cumprido nove anos de prisão num estabelecimento prisional do estado do Nevada, nos Estados Unidos.

  • Filho do leão Cecil também foi abatido por um caçador

    Mundo

    Xanda pode ter tido o mesmo fim que o seu pai, o leão Cecil, que em 2015 foi abatido por um caçador, no Zimbabué. Na altura, a morte de Cecil tomou proporções inéditas, chegando uma imagem do leão a ser projetada na fachada do Empire State Building. Agora, Xanda terá sido abatido a tiro por um caçador de troféus.