sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Livro de Varoufakis aponta dólar e Wall Street como origens da crise atual

Yanis Varoufakis, ministro das Finanças da Grécia, no seu livro "O minotauro global", que é publicado hoje, afirma que "as causas [da situação atual] têm origem na crise de 1929, passando pela década de 1970", quando "nasceu o 'minotauro global'".

Geert Vanden Wijngaert

Em comunicado, a Bertrand Editora, que chancela a obra, afirma que, "neste livro memorável e provocador, Yanis Varoufakis desconstrói o mito de que o financiamento, a regulação pouco eficaz dos bancos, a ganância e a globalização foram as principais causas da crise global que se abateu nos últimos anos".

"Em vez disso, Varoufakis afirma que as causas têm origem na crise de 1929, passando pela década de 1970: o período em que nasceu o 'minotauro global'", afirma a editora, o dólar e Wall Street, como núcleos financeiros mundiais.

Segundo a mesma fonte, tal "como os gregos mantiveram um ciclo contínuo de tributos à besta de Creta [segundo a Mitologia clássica], também a Europa e o resto do mundo começaram a enviar incríveis quantidades de capital para a América e Wall Street".

"Assim, o minotauro global tornou-se o 'motor' que puxou a economia mundial desde o começo da década de 1980 até ao colapso financeiro de 2008", afirma a mesma fonte sobre o livro de Varoufakis.

"A profunda crise europeia que hoje sentimos é apenas um dos sintomas inevitáveis relacionados com o enfraquecimento do minotauro, de um 'sistema' global que se encontra tão insustentável como desequilibrado; indo além disto, Varoufakis expõe as opções disponíveis para que consigamos dar um pouco de racionalidade numa ordem económica global altamente irracional", remata a editora sobre o ensaio do atual ministro das Finanças da Grécia.

O ensaio económico totaliza 288 páginas e foi traduzido por Luís Santos, da João Quina Edições.

Yanis Varoufakis, 53 anos, estudou em Inglaterra, onde frequentou as universidades de Birmingham e de Essex. Em 1987 doutorou-se em Economia em Essex, e posteriormente, lecionou em várias universidades britânicas. Entre 1988 e 2000 deu aulas na Universidade de Sydney, na Austrália. Em 2000 regressou à Grécia para assumir a cátedra de Teoria Económica na Universidade de Atenas.

Entre janeiro de 2004 e dezembro de 2006 tornou-se conselheiro económico de George Papandreou e, em janeiro de 2013, foi convidado para dar aulas na Lyndon B. Johnson School of Public Affairs, na Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Yanis Varoufakis é um "académico com particular reconhecimento no domínio da Teoria dos Jogos e da Economia Política, e tornou-se comentador e analista, entre outros meios de comunicação social, da BBC, CNN, Sky News e Bloomberg. 

Desde janeiro último, na sequência da vitória do Syriza nas legislativas gregas, Varoufakis ocupa o cargo de ministro das Finanças do governo chefiado por Alexis Tsipras.

Lusa
  • Encontrados destroços do avião que caiu no Irão

    Mundo

    As autoridades iranianas encontraram destroços do avião que caiu no domingo no sudeste do país, matando as 66 pessoas que seguiam a bordo, revelou um porta-voz da Guarda Revolucionária, o exército de elite do regime.

  • 2,6 milhões de bebés morrem antes de completar um mês

    Mundo

    Os recém-nascidos no Paquistão, República Centro-Africana e Afeganistão são os que têm menor probabilidade de sobreviver, de acordo com um relatório da Unicef que revela que todos os anos 2,6 milhões de crianças morrem antes de completar um mês. Sobretudo nos países mais pobres do mundo, o número de mortes de recém-nascidos a nível global mantém-se assustadoramente elevado.

  • Galp regista lucro de 602 M€ em 2017 

    Economia

    A Galp registou um lucro de 602 milhões de euros no ano passado. Uma subida de 25 por cento em relação a 2016. De acordo com a empresa, os resultados devem-se sobretudo ao aumento da produção de petróleo e gás natural no Brasil, bem como o crescimento dos negócios da refinação e distribuição.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC