sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

"Não" à frente nas sondagens

Uma sondagem revelada hoje diz que a maioria dos gregos vai votar "não" no referendo de domingo.

© Yannis Behrakis / Reuters

O estudo conclui que 54% dos inquiridos vai rejeitar as propostas dos credores nas urnas.

Por outro lado, 33% aceita as condições.


A sondagem revelada na imprensa grega demonstra, no entanto, que o apoio ao Syriza e ao primeiro ministro Alexis Tsipras diminui desde o passado domingo, altura em que foi decidido o encerramento dos bancos e as limitações ao levantamento de dinheiro.

Na sexta-feira, a crise que opõe o Governo grego aos credores internacionais (Comissão Europeia, FMI e Banco Central Europeu) assumiu um rumo inédito: o primeiro-ministro grego anunciou a convocação de um referendo para 05 de julho sobre o programa apresentado pelos credores para desbloquear ajuda financeira ao país.

 

 

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.