sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo grego quer concluir acordo com credores até 20 de agosto

O governo grego espera concluir um acordo com os credores sobre um novo empréstimo ao país até 20 de agosto, indicou hoje uma porta-voz governamental, Olga Gerovassili.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

Segundo um comunicado da porta-voz, após a votação no parlamento, prevista para quarta-feira, de um segundo pacote de reformas controversas, o governo vai "retomar de imediato as negociações com as instituições - Comissão Europeia, Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) - que devem prolongar-se o mais tardar até 20 de agosto".

Até essa data a Grécia espera finalizar um acordo para um terceiro resgate ao país, como foi acordado na semana passada entre Atenas e a zona euro.

A 20 de agosto, a Grécia tem de fazer um reembolso de 3,188 mil milhões de euros ao BCE, antes de um pagamento de 1,5 mil milhões de euros ao FMI em setembro.

Na segunda-feira, graças a um financiamento intercalar de 7,16 mil milhões de euros que recebeu do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira, a Grécia liquidou um pagamento em atraso de cerca de 2 mil milhões de euros ao FMI e reembolsou o BCE em 4,2 mil milhões de euros.

A porta-voz explicou que o pacote de medidas que será votado no parlamento na quarta-feira não inclui a supressão gradual das reformas antecipadas dado que o governo acordou com as instituições remeter essa medida para "mais tarde".

Depois de alguma especulação sobre a realização de eleições legislativas antecipadas devido às divergências internas sobre as duras medidas que o governo liderado pelo Syriza teve de aceitar para chegar a um acordo de princípio com os credores, Olga Gerovassili afastou na segunda-feira essa possibilidade, considerando que "não seria útil neste momento", quando o governo tem de se concentrar na finalização de um acordo com os credores.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.