sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Parlamento alemão vota na quarta-feira terceiro plano de resgate à Grécia

O parlamento alemão vai votar na quarta-feira o terceiro plano de ajuda internacional à Grécia, já aprovado pelos ministros das Finanças da zona euro e pelo parlamento grego, disse no sábado o presidente da câmara baixa do parlamento, Norbert Lammert.

© Christian Hartmann / Reuters

Os 631 representantes eleitos do Bundestag, atualmente de férias, vão ser convocados para outra sessão especial, a segunda depois de a 17 de julho, terem dado o seu acordo de princípio de um terceiro pacote de ajuda.

Nas fileiras do partido conservador da chanceler Angela Merkel, o descontentamento aumentou nas últimas semanas e alguns membros estão relutantes em conceder mais ajuda financeira à Grécia no valor de 86 mil milhões de euros, apesar das condições drásticas impostas pelos países europeus.

Na votação de 17 de julho, 60 dos 311 deputados que compõem o grupo parlamentar da CDU e do seu aliado bávaro CSU, tinham dito que não. Na votação anterior de fevereiro para estender o programa de ajuda ao país helénico, apenas 29 disseram que não.

No entanto, mesmo que os deputados expressem a sua insatisfação, têm um hábito na hora de votar de apoiar Angela Merkel.

A luz verde do Bundestag deverá, em qualquer dos casos, acontecer porque a maioria é composta pela "grande coligação" (504 de 631 deputados), aprovando assim um novo auxílio à Grécia.

Os ministros das Finanças da zona euro deram na sexta-feira luz verde ao terceiro plano de resgate à Grécia, o que dará ao país o "oxigénio" financeiro de que necessita, mas através de novos e dolorosos sacrifícios para os gregos.

Outros parlamentos nacionais, Holanda e Áustria, também têm que decidir a sua votação, já aprovada pelo parlamento grego na sexta-feira após uma maratona.

Lusa

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.