sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Fontes governamentais indicam que Atenas anuncia novas medidas na quinta-feira

O Governo grego vai tomar "novas medidas" a partir de quinta-feira, quando receber a primeira tranche do terceiro resgate, informaram hoje fontes do executivo de Alexis Tsipras à agência EFE.

Petros Karadjias

As fontes governamentais, que não indicaram o teor das "novas medidas", disseram que o primeiro-ministro "vai estar no palácio presidencial na terça-feira", no mesmo dia em que vai reunir-se também com a equipa de conselheiros económicos.

"A partir do dia 20 vai manter reuniões com membros do Governo no sentido de determinar as novas medidas", referiram as mesmas fontes.

A aprovação do terceiro resgate à Grécia provocou uma divisão interna no Syriza, manifestada pela rejeição de 47 deputados, que se negaram a votar a favor do plano.

A imprensa local, que também cita fontes do executivo, refere hoje que Tsipras vai apresentar uma moção de confiança depois do dia 20 de agosto, apesar de a intenção não ter sido confirmada oficialmente.

Tal como foi definido, no dia 20 a Grécia vai receber a primeira tranche do programa de apoio, que atinge os 13 mil milhões de euros, para que o país possa proceder, entre outras obrigações, ao pagamento de 3,4 mil milhões de euros ao Banco Central Europeu, já que o prazo para saldar a transação vence precisamente na quinta-feira.

"Até à assinatura do contrato com o Mecanismo Europeu de Estabilização e até ao pagamento da importância prevista, o Governo vai ocupar-se com matérias técnicas, enquanto espera pela votação no Parlamento Europeu", assinalaram as mesmas fontes.

Após a votação no parlamento de Atenas e do Eurogrupo na passada sexta-feira, os parlamentos da Alemanha, Áustria, Holanda, Estónia e Eslováquia devem decidir agora se aprovam o programa.

Caso consiga o apoio destes países, o plano passa a ter um prazo de três anos, período em que a Grécia poderá vir a receber até 86 mil milhões de euros.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.