sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Sondagens à boca das urnas dão vitória ao Syriza

As sondagens à boca das urnas na Grécia mostram uma vitória marginal do Syriza, o partido de Alexis Tsipras.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Caso se confirme este resultado, a esquerda radical, eleita no início do ano, volta a ganhar estas legislativas.
Ainda assim, com um número bastante menor de votos.

O Syriza poderá assim bater nestas eleições o partido conservador Nova Democracia. As sondagens apontam para um resultado entre 34 a 30 por cento, da intenção de vendas. A Nova Democracia, com 28,5 a 32,5 por cento.

Terá o Syriza, de encontrar um parceiro de coligação para que possa governar o país. Estas eleições foram convocadas, depois de há precisamente um mês, Tsipras se ter demitido depois de uma perda de poder dentro do parlamento.

O primeiro-ministro grego viu-se obrigado a negociar um terceiro resgate e aceitar mais medidas de austeridade, que começam a ser aplicadas já a partir do próximo mês.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão