sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo grego entrega ao parlamento primeiro pacote de medidas da legislatura

O Governo grego enviou hoje para o parlamento a proposta do primeiro pacote de reformas, que terão de ser aprovadas para que o país possa receber dois mil milhões de euros, uma parte do terceiro resgate.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Centrado no combate à evasão fiscal, no aumento de receitas estatais e aumento gradual da idade da reforma, o projeto de lei deverá começar a ser discutido nas comissões parlamentares na próxima quarta-feira e dois dias depois deverá ser votado pelo parlamento.

Uma das 48 medidas do pacote é o aumento dos impostos sobre os rendimentos de arrendamentos: de 11% para 15%, quando os rendimentos anuais são inferiores a 12 mil euros, e de 33 para 35%, quando excederem aquele montante, refere a agência de notícias espanhola Efe.

No que toca à fraude fiscal, passam a aplicar-se penas de prisão de, pelo menos, dois anos quando o montante for superior a 50 mil euros e relativo ao Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), e acima de 100 mil euros no caso do imposto de renda.

Nos casos em que se comprove evasão fiscal superior a 150 mil euros, metade dos depósitos bancários ficam retidos, assim como a totalidade dos objetos de valor guardados em caixas fortes.

Em relação à idade de reforma, o diploma defende a introdução de um aumento gradual até aos 67 anos e até aos 62 anos para quem já trabalhou mais de 40 anos.

Ao todo são 48 medidas, entre as quais de encontra também a reforma de uma lei aprovada em março passado e que vai permitir devolver as dívidas ao Estado em cem prestações.

A alteração legal, exigida pelos credores, prevê um aumento dos juros de mora de 3% a 5%, e, no caso de pessoas com elevados patrimónios líquidos, o número de prestações pode ser reduzido.

O diploma define ainda que estas regras terão efeitos retroativos a 19 de agosto deste ano e, assim que as reformas sejam aprovadas, o grupo de trabalho do Eurogrupo deverá autorizar o desbloqueio dos 2 mil milhões de euros (de um total de 86 mil milhões).

Entretanto, o Eurogrupo vai definir um outro conjunto de medidas, consideradas muito mais agressivas, que deverão ser aprovadas até ao início de novembro para garantir o desbloqueio de mais 1.000 milhões de euros.

É também em novembro que deverá ser feita a primeira avaliação do terceiro resgate que o Governo de Alexis Tsipras quer que acabe no final desse mês, para poder obter os fundos necessários para recapitalizar a banca e iniciar o debate para o alívio da dívida grega.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.