sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Ex-ministro de Tsipras diz que três membros do Syriza o ameaçaram de morte

Yanis Panousis, ministro-adjunto da Proteção dos Cidadãos no primeiro governo de Alexis Tsipras, acusou três membros do Syriza de o ameaçarem de morte e disse que o primeiro-ministro conhece a situação há quatro meses.

greekreporter.com

Panousis, professor de Direito Penal, esteve hoje com o procurador junto do Supremo Tribunal para lhe entregar toda a documentação que demonstrará que dois deputados e um membro do Comité Central do partido governamental Syriza, que diz estarem "ligados a terroristas", o ameaçaram de morte.

Em declarações à imprensa após o encontro com o procurador, Panousis afirmou que nos documentos entregues estão os nomes das pessoas em questão.

Segundo o ex-ministro-adjunto, as ameaças estão relacionadas com a legislação sobre a duração das penas de prisão para os terroristas.

Panousis explicou ao diário Ta Nea que as referidas pessoas o responsabilizaram pelo facto de o governo não ter cumprido uma série de promessas feitas a três terroristas presos quando foi alterada a lei sobre as condições das prisões.

Os serviços secretos têm gravações telefónicas com as pessoas em causa a dizerem "mataremos Panousis", afirmou o ex-governante ao mesmo jornal, adiantando terem sido aqueles serviços que informaram Tsipras sobre a questão.

O caso foi revelado por Panousis no fim de semana numa entrevista ao jornal Proto Thema, após o que o gabinete do primeiro-ministro pediu que apresentasse as provas às autoridades judiciais, considerando tratar-se de um assunto "demasiado sério" para divulgar através dos meios de comunicação social.

Lusa

  • Costa reafirma que entendimentos com BE e PCP são positivos
    0:34
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57