sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Zona euro inicia recapitalização da banca grega

A zona euro começou hoje a recapitalizar o sistema bancário grego, com o anúncio da transferência de 2,72 mil milhões de euros para o Banco do Pireu, segundo um comunicado do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MES).

(arquivo)

(arquivo)

REUTERS

"Reforçar a estabilidade do setor bancário era um objetivo chave do terceiro programa de assistência financeira à Grécia", declarou Klaus Regling, líder do MES, o fundo da zona euro criado em 2012 para apoiar financeiramente os Estados-membros que tenham problemas de financiamento.

"Bancos fortes vão poder de novo conceder crédito às empresas gregas e apoiar a recuperação económica", acrescentou.

A recapitalização dos quatro maiores bancos gregos estava prevista no empréstimo de 86 mil milhões de euros concedidos à Grécia em julho depois da enorme retirada de capital verificada desde dezembro passado e associada ao receio de chegada ao poder do partido de esquerda radical Syriza, o que viria a acontecer em janeiro, e depois a meses de divergências com os credores.

O Banco Central Europeu (BCE) indicou a 31 de outubro que os quatro bancos em causa necessitariam de 14,4 mil milhões de euros para enfrentar um eventual cenário económico negativo. Depois de diferentes operações financeiras, esse total foi revisto para 13,75 mil milhões.

O Eurobank e o Alpha Bank indicaram que conseguiram fundos no setor privado e junto dos seus acionistas e só o Banco Nacional da Grécia e o Banco do Pireu recorreram aos fundos públicos, o primeiro a 2,71 mil milhões de euros e o segundo a 2,72 mil milhões.

Lusa

  • Eurogrupo bloqueia tranche à Grécia por causa das regras das hipotecas
    1:00

    Crise na Grécia

    O Eurogrupo continua sem desbloquear 2 mil milhões de euros do programa de assistência à Grécia. O principal problema diz agora respeito a um entendimento com a troika sobre as regras das execuções de hipotecas. O Governo de Tsipras quer um esquema em que mais de metade dos proprietários não perca a casa, mesmo falhando o pagamento das prestações ao banco. O acesso aos 10 mil milhões destinados à recapitalização da banca também está pendente.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.