sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Parlamento grego aprova reforma fiscal e de pensões

O parlamento grego aprovou esta noite a reforma fiscal e de pensões, proposta pelo Governo de Alexis Tsipras, no âmbito dos compromissos assumidos com os credores internacionais do país.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, defendeu, no parlamento, que o sistema aprovado no domingo, na véspera da reunião do Eurogrupo, em Bruxelas, é "sustentável, sem afetar as pensões principais", e prometeu que, para mais de dois milhões de reformados, não haverá um único euro de corte na pensão.

A legislação proposta pelo Governo grego compõe-se de reformas das pensões, dos impostos diretos e dos indiretos, que permitirão economizar 5.400 milhões de euros por ano, para conseguir em 2018 um 'superavit' primário de 3,5 por cento do produto interno bruto (PIB), como prevê o programa do terceiro resgate.

O texto foi votado favoravelmente pelos partidos que integram a coligação de governo: Syriza e Anel.

Todos os partidos da oposição, incluindo a Nova Democracia, votaram contra a lei que é contestada pelos sindicatos e prevê a redução das pensões mais elevadas, a fusão dos diferentes sistemas de pensões, e o aumento das contribuições, dos impostos e da tributação especial para os rendimentos médios e altos.

O projeto intitulado "Um sistema integrado de segurança social, reforma do sistema das pensões e regulação do imposto de renda" foi votado horas antes de os ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) se reunirem extraordinariamente, em Bruxelas, na segunda-feira, com a agenda dedicada ao novo pacote de medidas de austeridade na Grécia, definido no âmbito do terceiro resgate ao país.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.