sicnot

Perfil

Guterres na ONU

SIC acompanhou visita de Guterres ao Quénia em 2010

SIC acompanhou visita de Guterres ao Quénia em 2010

Ao longo de 10 anos de mandato como alto comissário para os refugiados, António Guterres fez múltiplas visitas a campos de acolhimento. Em 2010, a SIC testemunhou a forma como Guterres encarava estas situações, ao acompanhar o português numa visita a um campo no norte do Quénia.

  • Os desafios de António Guterres
    2:31

    Guterres na ONU

    A maior crise migratória do pós-guerra e o conflito na Síria são, muito provavelmente, os maiores desafios do mandato de António Guterres à frente das Nações Unidas. O isolamento internacional da Coreia do Norte e do seu programa nuclear também estarão na agenda do próximo secretário Geral da ONU que herda um planeta que poderá estar a caminho da auto-destruição.

  • Escolha de Guterres elogiada por todo o mundo
    3:11

    Guterres na ONU

    A escolha de António Guterres foi saudada de forma unânime em praticamente todo o mundo. Juncker diz estar extremamente satisfeito e Ramos-Horta fala em decisão sábia. Alemanha diz que Guterres é uma excelente escolha e o Reino Unido fala num candidato excecional. Também o Brasil, Angola e Moçambique elogiaram o português.

  • Parlamento aplaude de pé aclamação de Guterres
    1:48

    Guterres na ONU

    O Parlamento português aprovou, por unanimidade, um voto de congratulação pela eleição de António Guterres. Da esquerda à direita, todos os partidos elogiaram as capacidades do antigo primeiro-ministro para dirigir as Nações Unidas. Os deputados aplaudiram de pé a indicação do conselho de segurança da ONU.

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos poucos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.