sicnot

Perfil

Operação Lava Jato

Autoridades acreditam que Lula só aceitou ser ministro para escapar à prisão

Autoridades acreditam que Lula só aceitou ser ministro para escapar à prisão

O juiz responsável pelo processo Lava Jato divulgou ontem várias escutas telefónicas, que incluem uma conversa entre Lula da Silva e Dilma Rousseff. Numa das conversas Dilma informa Lula sobre o envio de termo de posse e para o usar se precisar. Uma conversa que está a ser interpretada como um sinal de que Lula só aceitou o cargo de ministro para escapar à prisão. As autoridades brasileiras acreditam ainda que o antigo presidente teria intenção de atrapalhar a investigação.

  • Juiz divulga escutas telefónicas polémicas entre Lula e Dilma
    2:20

    Operação Lava Jato

    A contestação no Brasil subiu de tom depois da divulgação de uma conversa telefónica entre Dilma Rousseff e Lula da Silva. As escutas foram tornadas públicas ontem pelo juiz do processo Lava Jato e estão a ser interpretadas como um sinal de que Lula assumiu mesmo o cargo no Governo para escapar à prisão. Nas gravações divulgados pelo canal de televisão Globo News, Dilma diz a Lula que mandou alguém entregar o termo de posse do ex-Presidente como ministro para o caso de ser necessário. As conversas foram gravadas pela Polícia Federal com autorização judicial antes de Dilma anunciar publicamente que Lula seria ministro chefe da Casa Civil.

  • O que é o caso Lava Jato
    1:43

    Operação Lava Jato

    Na origem do caso que poderá levar Lula da Silva à cadeia está o processo de corrupção Lava Jato. Os suspeitos são empresários e políticos, num esquema de lavagem de dinheiro que terá movimentado cerca de 10 mil milhões de euros. Lula da Silva é suspeito de ter recebido um apartamento de luxo.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras