sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Lula recorre do envio da investigação para juiz Sérgio Moro

Os advogados de Lula da Silva recorreram da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar que o processo contra o ex-Presidente volte para a jurisdição do juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação na operação Lava Jato.

© Ueslei Marcelino / Reuters

Os advogados pediram no sábado ao ministro Teori Zavaski, do STF, que "reafirme a sua competência para analisar os procedimentos que foram remetidos ao STF no último dia 16/03/2016, após o juiz Sérgio Moro declinar fazê-lo".

Teori Zavaski é o responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção que envolve várias empresas, incluindo a petrolífera Petrobras, no STF.

Em comunicado enviado hoje aos jornalistas, os advogados alegam que "não cabia ao ministro [do STF] Gilmar Mendes, ao analisar as ações do PSDB [Partido da Social Democracia Brasileira] e do PPS [Partido Popular Socialista], definir o órgão competente para dar continuidade às investigações que procuram envolver o ex-Presidente".

Na quarta-feira, o juiz federal Sérgio Moro, da 13.ª Vara Federal em Curitiba, decidiu enviar os processos ao Supremo, pelo facto de Lula da Silva ter assumido o cargo de ministro.

Enquanto governante, Lula da Silva passaria a ter foro privilegiado (imunidade jurídica), podendo apenas ser investigado e julgado pelo STF.

Na sexta-feira, os advogados de Lula também pediram a Teori Zavaski "providências com o objetivo de preservar o sigilo das gravações decorrentes de interceptações telefônicas, como estabelece a lei", lê-se no comunicado.

"Registou-se haver gravações realizadas sem autorização judicial e outras que envolveram, de forma reprovável, os próprios advogados de Lula", alertam na nota.

Na última semana, Sérgio Moro levantou os sigilos das gravações telefónicas, tornando públicas diversas conversas de Lula da Silva, inclusive diálogos com a Presidente brasileira, Dilma Rousseff, e com os seus advogados.

Gilmar Mendes decidiu, também na sexta-feira, suspender a posse de Lula da Silva como ministro da Casa Civil.

"O objetivo da falsidade é claro: impedir o cumprimento de ordem de prisão de juiz de primeira instância. Uma espécie de salvo-conduto emitida pela Presidente da República", afirmou Gilmar na decisão.

Entretanto, o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, fez saber que vai recorrer da decisão do Supremo, mas a próxima sessão deste tribunal só terá lugar a 30 de março, dia em que os onze magistrados que compõem o plenário julgarão o caso de forma definitiva.

Assim sendo, o ex-Presidente não poderá assumir o cargo de ministro da Casa Civil novamente, pelo menos, até 30 de março.

Até ao momento, Lula da Silva foi ministro durante cerca de 03:40 horas, entre quinta-feira e sexta-feira, dado que a nomeação foi alvo de sucessivas providências cautelares, algumas das quais anuladas.

Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.