sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Autoridades brasileiras querem extradição de Raul Schmidt

A Procuradoria-Geral da República disse hoje que as autoridades brasileiras querem extraditar o cidadão luso-brasileiro Raul Schmidt, detido em Lisboa no âmbito da cooperação judiciária internacional na Operação Lava Jato.

Raul Felippe Schmidt Júnior numa imagem de arquivo

Raul Felippe Schmidt Júnior numa imagem de arquivo

Em comunicado, a PGR, sem indicar o nome do detido, explicou que a operação que levou à detenção de Raul Schmidt num apartamento de luxo no centro de Lisboa envolveu diversas diligências, designadamente buscas, e que "foram acompanhadas por uma equipa do Ministério Público brasileiro".

Raul Schmidt, sócio de um antigo diretor da Petrobrás, foi detido pela Polícia Judiciária no âmbito do cumprimento de uma carta rogatória relacionada com a Operação Lava Jato, que investiga crimes económico-financeiros no Brasil.

A PGR adianta que já recebeu das autoridades brasileiras três cartas rogatórias relacionadas com esta matéria, mantendo-se duas em execução.

As diligências da PJ, que contaram com a presença de um juiz português e de um procurador brasileiro, foram coordenadas pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

Raul Schmidt foi sócio do ex-diretor da Área Internacional da Petrobrás Jorge Zelada, condenado no mês passado a 12 anos e dois meses de prisão por corrupão e branqueamento de capitais no âmmito da Operação Lava Jato.

Na altura, o juiz Sérgio Moro considerou provado que Zelada cobrou um suborno de 31 milhões de dólares à empresa Vantage Drilling Corporation para contratar um barco sonda para a petrolífera.

Os delitos foram denunciados pelo Ministério Público e investigados pela Justiça brasileira, cuja sentença assegura que Zelada "passou a dedicar-se à prática de delitos enquanto diretor da Petrobras para enriquecimento ilícito e de terceiros".

Jorge Zelada foi igualmente condenado pelo branqueamento de 12,5 milhões de dólares através de três empresas constituídas no estrangeiro.

No âmbito da investigação brasileira já tinham sido confiscados a Jorge Zelada 30,7 milhões de dólares em contas que tinha num offshore.

A Operação Lava Jato, investigada pela policia federal brasileira, começou em março de 2014 e é considerada já uma das maiores investigações a atos de corrupção e branqueamento de capitais no Brasil.

Lusa

  • Sócio de ex-diretor da Petrobras detido em Lisboa

    Operação Lava Jato

    A Polícia Judiciária deteve hoje em Lisboa Raul Felippe Schmidt Júnior, no cumprimento de uma carta rogatória emitida pelas autoridades brasileiras. A detenção está relacionada com a operação Lava Jato. A Procuradoria-Geral da República disse entretanto que o Brasil quer extraditar o suspeito, que tem dupla nacionalidade.

  • Os dois anos da Operação Lava Jato

    Operação Lava Jato

    A crise política no Brasil tem vindo a agravar-se nos últimos meses e a nomeação hoje de Lula da Silva para ministro da Casa Civil do Governo de Dilma Rousseff gerou mais manifestações nas ruas. A entrada de Lula da Silva no Governo é encarada como uma tentativa de o ex-Presidente escapar à justiça, dado que está a ser investigado na Operação Lava Jato, sobre um esquema de corrupção em várias empresas, incluindo a petrolífera estatal Petrobras. A Operação Lava Jato começou há exatamente dois anos.

  • O que é o caso Lava Jato
    1:43

    Operação Lava Jato

    Na origem do caso que poderá levar Lula da Silva à cadeia está o processo de corrupção Lava Jato. Os suspeitos são empresários e políticos, num esquema de lavagem de dinheiro que terá movimentado cerca de 10 mil milhões de euros. Lula da Silva é suspeito de ter recebido um apartamento de luxo.

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.