sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Brasileiros protestam contra e a favor da destituição de Dilma Rousseff

Milhares de brasileiros estão nas ruas a manifestarem-se contra ou a favor do processo de destituição da Presidente Dilma Rousseff, cuja votação está agendada para à tarde de hoje na Câmara dos Deputados, em Brasília.

© Adriano Machado / Reuters

Em Brasília a movimentação é grande, mas o ponto alto das manifestações deverá acontecer após as 14:00 (18:00 em Lisboa), hora marcada para o início da sessão de votação.

Grupos de manifestantes, uns que apoiam e outros que são contra a destituição, vão acompanhar a decisão dos deputados federais em frente do Congresso.

As autoridades locais determinaram que a área defronte do Congresso Nacional seja isolada e restrita apenas a agentes da polícia, bombeiros e militares, já que, segundo as autoridades, esperam-se que cerca de 300 mil pessoas acompanhem a votação no local.

No Rio de Janeiro, uma multidão de manifestantes que defendem a chefe de Estado brasileira está a decorrer em Copacabana, aguardando-se que à tarde, manifestantes opositores do Governo façam outro protesto no mesmo local.

Em várias cidades: Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, São Luiz, Maceió, entre outras, há muitas pessoas na rua a manifestarem-se.

Na maior cidade do país, São Paulo, esperam-se grandes protestos contra e a favor do 'impeachment' na Avenida Paulista e no Vale do Anhangabaú, no início da tarde.

A Câmara dos Deputados do Brasil vota hoje a partir das 14:00 de Brasília o pedido de impugnação do mandato da Presidente Dilma Rousseff e deverá prolongar-se durante a tarde, dado que os líderes de todos os partidos poderão falar para orientar o voto das suas bancadas e depois cada deputado será chamado, dispondo de 10 segundo para anunciar o seu voto.

Para o processo de impugnação do mandato presidencial e destituição de Dilma Rousseff avançar para o Senado (a câmara alta do Congresso brasileiro) são necessários os votos de pelo menos 342 dos 513 deputados da Câmara.

Para arquivar o processo, a chefe de Estado precisa do apoio de 171 deputados, entre votos a favor, faltas e abstenções.

Lusa

  • "Não vou ceder, não vou render-me, não vou desistir da candidatura"
    2:02
  • Obama, Presidente francês?
    1:55

    Mundo

    A resposta é óbvia, mas não demoveu quatro franceses, descontentes com os candidatos às Presidenciais no seu país. A ideia começou como brincadeira, mas já recolheu 43 mil assinaturas. 

  • Trump apanhado a ensaiar no carro
    1:08
  • Mulheres democratas de branco para mostrar que não abdicam dos diretos conquistados

    Mundo

    Uma "mancha branca" sobressaiu esta terça-feira no Congresso norte-americano, durante o primeiro discurso de Donald Trump. A maioria das 66 mulheres representantes e delegadas do Partido Democrata vestiram-se de branco, num ato simbólico a fazer recordar o movimento sufragista feminino, que encorajava as apoiantes a vestirem-se de branco. Tal como então, a cor da pureza foi agora recuperada, desta feita para mostrar a Trump que as mulheres não abdicam dos direitos conquistados no início do século XX.

  • Treinador do "The Biggest Loser" teve ataque cardíaco

    Mundo

    Foi o próprio Bob Harper que partilhou a notícia no seu Instagram. O ex-treinador do famoso programa de televisão sofreu um ataque cardíaco enquanto treinava no ginásio. Esteve oito dias internado mas, felizmente, já está em casa a recuperar.

  • Prisões recebem manual para lidar com fugas
    2:07

    País

    O Governo vai fazer o maior investimento de sempre nos serviços prisionais. São 2.600 milhões de euros para reforçar a segurança nas prisões. Entretanto. já foi distribuído um manual de procedimentos em caso de fuga.