sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Mais de metade dos senadores que decidem futuro de Dilma têm processos na justiça

Dos oitenta senadores brasileiros que votam hoje a abertura do processo de 'impeachment' (destituição) da Presidente, Dilma Rousseff, 47 têm processos pendentes na justiça.

© Ueslei Marcelino / Reuters

Segundo a Organização Não Governamental (ONG) Transparência Brasil, mais de 60 por cento do Senado (Câmara alta) tem contas pendentes na justiça brasileira. O Senado conta com 81 eleitos, mas um dos eleitos, Delcídio do Amaral, perdeu o mandato na terça-feira mas ainda ainda não foi substituído.

Vinte e quatro senadores são investigados em inquéritos que correm no Supremo Tribunal Federal (STF), sendo que cinco deles também são réus em ações penais abertas naquele mesmo órgão.

No total, são 25 as suspeitas de crime que decorrem nesses processos, sendo lavagem ou ocultação de bens, direitos ou valores o mais citado, com 27 inquéritos e uma ação penal.

Em segundo lugar, aparece o crime de corrupção passiva, com um total de 25 investigações em curso.

No levantamento da ONG, ainda foram identificados 15 senadores que já foram condenados pela Justiça, o que representa 18% do Senado.

Além disso, 13 parlamentares que fazem parte do Senado são alvos de inquéritos no STF devido a investigações da Operação Lava-Jato, que visa os crimes de corrupção praticados na petrolífera estatal Petrobras.

Para que a chefe de Estado seja sujeita a um processo judicial, é necessário que 41 senadores se manifestem favoravelmente ao andamento do processo numa sessão que começou por volta das 10:00 (14:00 Lisboa) de quarta-feira.

Caso o processo avance, Dilma Rousseff será provisoriamente substituída pelo vice-Presidente Michel Temer por um período máximo de 180 dias.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30, marcando o reinício da sessão para as 14:15. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.