sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Jornalista prega partida a Michel Temer fingindo ser o Presidente da Argentina

O jornalista argentino Jorge García, da rádio El Mundo, de Buenos Aires, pregou hoje uma partida ao Presidente interino do Brasil, Michel Temer, fazendo-se passar pelo chefe de Estado da Argentina, Mauricio Macri.

© Ueslei Marcelino / Reuters

Garcia ligou para a residência oficial de Temer para o cumprimentar e no breve diálogo, Temer saúda o falso "Presidente", dizendo que pretendia visitar logo que possível a Argentina.

Michel Temer afirmou também que assume a Presidência da República preocupado com a situação do Brasil.

Ao jornalista, que se fazia passar por Macri, Temer confirmou que faria a primeira intervenção oficial no novo cargo para a população brasileira por volta das 16:00 locais (20:00 em Lisboa), em que pretende anunciar os novos ministros do seu Governo.

Oficialmente, o Governo da Argentina disse em nota divulgada hoje pela chancelaria que "perante dos fatos registados no Brasil, o Governo da Argentina manifesta que respeita o processo institucional em curso e confia em que o desenlace da situação consolide a solidez da democracia brasileira".

Michel Temer é Presidente interino do Brasil depois de Dilma Rousseff ter sido afastada temporariamente pelo Senado (câmara alta) por um prazo máximo 180 dias, por suspeitas de irregularidades orçamentais, com despesas não autorizadas.

Durante este período, o Senado irá julgar Dilma Rousseff num processo presidido por um juiz do Supremo Tribunal Federal, mas a chefe de Estado só será afastada definitivamente se for condenada por uma maioria de dois terços dos eleitos naquele órgão.

Lusa

  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.