sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Ministro do Planeamento suspende funções até obter clarificação do Ministério Público

O ministro do Planeamento brasileiro, Romero Jucá, informou hoje que terça-feira vai supender o cargo até que o Ministério Público Federal apresente algum parecer sobre os áudios em que ele aparece a falar da Operação Lava Jato.

© Adriano Machado / Reuters

Segundo o jornal Folha de São Paulo de hoje, em conversas ocorridas em março, Romero Jucá, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sugeriu ao ex-presidente da Transpetro (empresa subsidiária da Petrobrás), Sérgio Machado, que uma "mudança" no governo resultaria num pacto para "estancar a sangria" representada pela Lava Jato.

De acordo com o jornal, os diálogos entre os dois investigados na Operação Lava Jato, gravados de forma oculta, ocorreram semanas antes da votação do pedido de afastamento da Presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados.

No entanto, Romero Jucá justificou hoje que se referia a "estancar a sangria da economia, que está ocorrendo com o país".

Em declarações aos jornalistas ao final do dia, em Brasília, o governante disse que vai protocolar a ação hoje à noite no Ministério Público Federal, acrescentando: "Amanhã eu estarei de licença. Até que o Ministério Público se manifeste quanto às condições da minha fala".

Enquanto estiver fora, o Ministério será liderado pelo assessor Diogo Oliveira.

"Sou presidente nacional do PMDB [Partido do Movimento Democrático Brasileiro], sou um dos construtores" deste governo, frisou num tom chateado, mostrando-se contra "qualquer manipulação".

O ministro do Planejamento realçou que "poderia ficar" no cargo, mas prefere "aguardar com tranquilidade" a manifestação "isenta" do Ministério Público Federal.

"Não quero que paire nenhuma dúvida sobre o governo", afirmou para justificar o seu pedido, reforçando que tem defendido "separar o joio do trigo" na questão da corrupção no país.

"O meu gesto é um exemplo de que nós somos transparentes e nada temos a esconder", vincou.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.