sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Delator cita desvios de 10 milhões de euros em negócio da Petrobras em Angola

O ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró afirmou num depoimento à Justiça brasileira que a compra de blocos de petróleo em Angola gerou desvios equivalentes a cerca de 10 milhões de euros dos cofres da petrolífera brasileira.

© Paulo Whitaker / Reuters

As informações foram divulgadas hoje pelo jornal O Globo, que explica ter tido acesso ao conteúdo dos depoimentos dados por Cerveró ao Ministério Público numa delação premiada (acordo de cooperação com Justiça em troca de redução da pena).

Segundo o delator, os crimes na gestão da área internacional da estatal, que gerencia os negócios da Petrobras no exterior, foram responsáveis por um prejuízo de mais de 500 milhões de reais (125 milhões de euros) à empresa desde 2002.

No caso do negócio realizado entre a Petrobras e a Sonangol, empresa estatal de petróleo de Angola, os desvios de mais de 40 milhões de reais (teriam sido usados para pagar a campanha de reeleição presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006.

O ex-diretor da Petrobras alegou que obteve essa informação de Manoel Vicente, presidente da Sonangol. As negociações do lado brasileiro teriam sido conduzidas pelo ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci.

O esquema que teria sido responsável pelo maior desvio de dinheiro na área internacional da Petrobras, porém, foi a aquisição da empresa petrolífera argentina Pérez Companc.

Cerveró contou que a aquisição rendeu cerca de 100 milhões de dólares (88 milhões de euros) em subornos pagos aos integrantes do Governo do ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso no ano de 2002.

Ao todo, o delator citou onze políticos brasileiros como beneficiários diretos dos desvios, sendo os mais proeminentes o ex-Presidente Lula da Silva, o presidente do Senado (Câmara alta parlamentar) Renan Calheiros, o presidente afastado da Câmara dos Deputados (câmara baixa) Eduardo Cunha, o ex-senador Delcídio do Amaral e o ex-Presidente Fernando Collor de Mello.

Procurados pelo jornal, os políticos nomeados pelo delator negaram ter qualquer ligação com os desvios de dinheiro investigados pela operação Lava Jato na Petrobras.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.