sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Supremo Tribunal do Brasil revoga prisão de ex-ministro acusado de corrupção

O Superior Tribunal Federal (STF) do Brasil revogou esta quarta-feira a prisão do ex-ministro Paulo Bernardo, detido no passado dia 23 na Operação Custo Brasil, que investiga esquemas de corrupção dentro do Ministério do Planeamento.

© Ueslei Marcelino / Reuters

A decisão foi tomada pelo juiz Dias Toffoli, que entendeu que na prisão de Paulo Bernardo ocorreu um constrangimento ilegal, passível de correção do STF.

Paulo Bernardo foi ministro do Planeamento na gestão do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre março de 2005 e janeiro de 2011. Na gestão de Dilma Rousseff, foi deslocado para o Ministério das Comunicações, onde permaneceu até janeiro de 2015.

No passado dia 23 ele foi um dos alvos da Operação Custo Brasil, um desdobramento das investigações de corrupção na Petrobras que investiga o pagamento de subornos provenientes de contratos de prestação de serviços de informática no Ministério do Planeamento, no valor de 100 milhões de reais (26 milhões de euros).

Segundo membros do Ministério Público brasileiro, Paulo Bernardo e o Partido dos Trabalhadores (PT) teriam recebido parte do dinheiro desviado.

O procurador Andrey Borges de Mendonça afirmou aos jornalistas brasileiros na última quinta-feira que Paulo Bernardo teria sido beneficiado por um escritório de advocacia que recebeu cerca de 7 milhões de reais (1,8 milhões de euros) desviados do Ministério do Planeamento.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.