sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Michel Temer admite adotar medidas impopulares para colocar "Brasil nos trilhos"

O Presidente interino do Brasil, Michel Temer, admitiu hoje aprovar medidas impopulares que permitam retomar o crescimento económico do país.

© Adriano Machado / Reuters

"As pessoas me perguntam: 'Você não teme propor medidas impopulares?' Não. Porque o meu objetivo não é eleitoral. O meu objetivo, nesses dois anos e meio, se eu ficar dois anos e meio, é conseguir colocar o Brasil nos trilhos, é o que basta", disse o chefe de Estado, num encontro com empresários agrícolas em São Paulo.

Temer frisou que apesar de ocupar a Presidência da República há menos de dois meses, já conseguiu melhorar a relação entre os poderes executivo e legislativo, fazendo uma crítica indireta à Presidente afastada, Dilma Rousseff.

"Num estado democrático, você depende do apoio do Congresso Nacional. Num estado autoritário, você o ignora", afirmou.

Apesar de falar em corte de gastos e medidas impopulares para melhorar a economia brasileira, o Presidente interino apoiou o reajuste orçamental para o funcionalismo público aprovado na Câmara dos Deputados (câmara baixa parlamentar), que custará pelo menos 58 mil milhões de reais (16 mil milhões de euros) ao governo federal.

"Se não fizéssemos aquele acordo [reajuste dos salários de funcionários] em níveis abaixo da inflação, corríamos o risco de ter greve nos setores essenciais, uma coisa politicamente muito desastrosa para o país", concluiu.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.