sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Justiça brasileira condena ex-presidente da Eletronuclear a 43 anos de prisão

Um polícia sai da sede da empresa Eletronuclear, subsidiária do grupo Eletrobras, Rio de Janeiro, Brasil.

© Sergio Moraes / Reuters

O Tribunal Federal do Rio de Janeiro condenou o ex-presidente da empresa estatal Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, a 43 anos de prisão por crimes de corrupção e branqueamento de capitais, entre outros, informaram fontes judiciais.

O Ministério Público afirmou que o ex-presidente da empresa estatal recebeu subornos por contratos assinados entre a empresa e as construtoras Andrade Gutierrez e Engevix para a construção da central nuclear Angra 3.

As irregularidades na Eletronuclear foram detetadas no âmbito das investigações de corrupção na companhia petrolífera estatal Petrobras, que também já levou diretores da Petrobras, políticos e empresários à prisão.

Na sentença de Pinheiro da Silva, o juiz do tribunal federal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, declarou que o empresário "abriu mão da sua honrada história" para praticar crimes de branqueamento de capitais com o objetivo de ter uma "reforma mais confortável".

O magistrado também condenou a 14 anos e 10 meses de prisão a filha de Pinheiro da Silva, Ana Cristina da Silva Toniolo, assim como outras 11 pessoas.

As investigações detetaram diversas irregularidades nos contratos para a construção de Angra 3, entre elas, formação de cartel, fraude em licitações e pagamento de luvas a empregados da estatal em troca da concessão das obras.

Os contratos para a construção da terceira central nuclear brasileira foram adjudicados pela Eletronuclear, subsidiária do grupo Eletrobras, a várias empresas acusadas de desviar recursos da Petrobras e, segundo as autoridades, o método usado para desviar dinheiro foi o mesmo utilizado na petrolífera.

De acordo com a polícia, as empresas privadas envolvidas na rede de corrupção obtinham contratos manipulados com as estatais, inflacionavam os valores e repartiam parte dessa diferença com políticos que apoiavam essas práticas.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.