sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Tribunal bloqueia bens da OAS e Odebrecht e de ex-presidente da Petrobras

O Tribunal de Contas da União determinou na quarta-feira o bloqueio de bens das empreiteiras OAS e Odebrecht, e de oito pessoas, incluindo o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli, no âmbito de uma investigação a uma refinaria.

A medida cautelar de bloqueio de bens, com duração de um ano, envolve também o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, o empresário Marcelo Odebrecht e cinco ex-funcionários das construtoras, segundo a imprensa brasileira.

Um relatório deu conta de um superfaturamento de 2,1 mil milhões de reais (579,85 milhões de euros), em contratos de obras na refinaria Abreu e Lima, da Petrobras, em Pernambuco.

A medida cautelar determina que cada uma das empresas e pessoas envolvidas tenha bloqueados bens no valor de 2,1 mil milhões de reais (579,85 milhões de euros).

Marcelo Odebrecht e Renato Duque, acusados de envolvimento no esquema de corrupção da petrolífera estatal, encontram-se detidos.

Em 2014, o Tribunal de Contas da União (TCU) tinha decidido bloquear os bens de José Sérgio Gabrielli, devido a irregularidades na compra da refinaria de Pasadena, no Texas, nos Estados Unidos, pela Petrobras.

O relatório do TCU da altura isentou de responsabilidade os membros do conselho de administração da Petrobras, que na época era presidido por Dilma Rousseff, hoje Presidente da República com mandato suspenso.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.