sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Ganadeiro amigo de Lula condenado a quase dez anos de prisão

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela operação anti-corrupção Lava Jato, condenou esta quinta-feira o ganadeiro José Carlos Bumlai, amigo do ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, a nove anos e dez meses de cadeia.

José Carlos Bumlai foi condenado pelos crimes de corrupção e gestão fraudulenta, mas absolvido da acusação de lavagem de dinheiro.

Em causa está um empréstimo de 12 milhões de reais (3,2 milhões de euros) que o ganadeiro contraiu no banco Schahin em 2004, tendo depois passado o dinheiro ao Partido dos Trabalhadores (PT), liderado por Lula da Silva.

O empréstimo nunca foi quitado, sendo que um acordo estabeleceu que a dívida fosse perdoada em troca de um contrato de 1,6 mil milhões de dólares (1,42 mil milhões de euros) com a petrolífera estatal Petrobras, para a operação de um navio-sonda, em 2009.

"Os fatos revelam a utilização indevida da estrutura da empresa estatal para benefício pecuniário de agremiação política, com a atuação consciente de dirigentes da Petrobras", concluiu o magistrado.

Na mesma decisão, o magistrado condenou também o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, o empresário Fernando Falcão Soares, o ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) João Vaccari Neto e outros quatro.

O filho do ganadeiro, Maurício Bumlai e o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Jorge Zelada foram absolvidos por falta de provas.

A Operação Lava Jato, que está a desmontar o maior esquema de corrupção da história do Brasil, tem investigado várias empresas, com destaque para a Petrobras, executivos e políticos, entre eles o ex-Presidente Lula da Silva.

Lusa

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.

  • Merkel tem duas semanas para negociar solução para crise migratória

    Mundo

    A chanceler alemã tem duas semanas para negociar com os parceiros europeus uma solução para a questão migratória e assim evitar uma crise política. O ultimato foi dado pelo CSU, o partido da Baviera que integra a coligação governamental. Ao contrário de Angela Merkel, defende uma política para os refugiados mais estrita.