sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Joana Amaral Dias anuncia gravidez de risco com implicações na campanha

A cabeça de lista da coligação Agir em Lisboa, Joana Amaral Dias, assumiu hoje estar a enfrentar uma gravidez de risco, que terá consequências na campanha eleitoral para as legislativas de 4 de outubro.

MÁRIO CRUZ/LUSA

A líder do movimento cidadão Agir anunciou que, caso seja eleita e se torne mãe, gozará a respetiva licença de parto, sendo substituída por um elemento da mesma plataforma, como ficou acordado com as restantes forças políticas que formam a coligação: Partido Trabalhista Português (PTP) e Movimento Alternativa Socialista (MAS).

"Esta gravidez, que entretanto foi classificada como de risco, terá consequências para a campanha eleitoral. Vai impossibilitar o plano inicial da coligação, que era fazer uma campanha em todas as capitais de distrito do país. Vai ter de ser, naturalmente, reduzida", declarou, em conferência de imprensa, em Lisboa, sublinhando ser uma questão de "transparência" para uma "relação clara e fiel com os eleitores".

A antiga deputada do BE esclareceu estar no início do "segundo trimestre" (quatro meses) de gestação e remeteu a revelação do seu eventual substituto no exercício do futuro mandato para o dia da entrega das listas de candidatos a deputados, na sexta-feira.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC