sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Marinho e Pinto critica principais partidos por não debaterem corrupção

O presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), António Marinho e Pinto, criticou hoje, em Évora, os principais partidos políticos por considerar que não querem debater, na campanha eleitoral para as próximas legislativas, o tema da corrupção.

António Marinho e Pinto é acusado do crime de difamação por antigos funcionários da Ordem dos Advogados. (Arquivo)

António Marinho e Pinto é acusado do crime de difamação por antigos funcionários da Ordem dos Advogados. (Arquivo)

HOMEM DE GOUVEIA / Lusa

"Não querem falar da corrupção, porque isso prejudica-os. Os grandes corruptos de Portugal estão dentro do PS, do PSD e do CDS", afirmou à agência Lusa Marinho e Pinto, durante uma arruada pelas principais artérias do centro histórico de Évora.

A jornada do líder do PDR arrancou, em Portalegre, com uma arruada no centro da cidade, seguiu-se a visita a uma adega de Estremoz e um almoço com apoiantes em Évora e culmina, ao final da tarde, com uma visita às fábricas da construtora aeronáutica brasileira Embraer, na mesma cidade.

Na arruada em Évora, Marinho e Pinto, acompanhado por "meia dúzia" de apoiantes, ouviu palavras de incentivo por parte de alguns populares, como o foi o caso de uma mulher que disse gostar muito de o ouvir.

"Ainda vai gostar mais do que vou fazer, porque eu não digo uma coisa e faço outra", respondeu o candidato do PDR.

Marinho e Pinto acusou "PS, PSD/CDS-PP, CDU e Bloco de Esquerda, os partidos que estão no sistema", de fazerem uma "encenação grotesca" e "palhaçada eleitoral" para "distrair" os portugueses "dos problemas fundamentais".

"Esses partidos políticos não discutem a corrupção, nem o tráfico de influências, nem a promiscuidade entre política e negócios", disse, observando que o tema esteve ausente dos debates entre Passos Coelho e António Costa.

"Vão debater o quê? O José Sócrates? Então, e o Miguel Macedo? Vão debater o Armando Vara? Então, e o Dias Loureiro e Oliveira e Costa? Não querem debater isso, querem fingir que tudo isso não existe", insistiu.

O candidato do PDR referiu que, em contrapartida, andam a discutir "quem é que chamou a 'troika'", considerando que se trata de "tentativas, absolutamente primárias, de chamar estúpidos aos eleitores".

"Quem tem responsabilidade por ter vindo a 'troika' foi quem votou na Assembleia da República contra o programa de auxílio da União Europeia. É o PSD, CDS, CDU e Bloco de Esquerda. O outro [PS] pode ter muitos defeitos, mas lutou, até ao fim, para que ela não viesse", defendeu Marinho e Pinto.

Lusa

  • Marinho e Pinto, do PDR, comenta os jornais de hoje
    14:44

    País

    Na revista de imprensa, a SIC Notícias continua a receber os partidos sem representação parlamentar que se candidatam às legislativas de 4 de outubro. Hoje é a vez de Marinho e Pinto, líder do Partido Democrático Republicano e cabeça-de-lista por Coimbra.

  • O BI do PDR
    1:06

    Novo Governo

    O Partido Democrático Republicano apresenta-se como um novo 25 de Abril sem chaimites. Garante que não é um partido de uma só pessoa, mas António Marinho Pinto é o rosto do PDR.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.