sicnot

Perfil

Novo Governo

Bruxelas nega interferência na campanha

Bruxelas nega interferência na campanha

A Comissão Europeia rejeitou hoje que a posição que assumiu na passada semana sobre o Novo Banco tenha constituído uma interferência na campanha eleitoral em Portugal. O porta-voz de Bruxelas, Margaritis Schinas, diz que apenas se referiu a factos quando disse que o adiamento da venda do Novo Banco não constituía um problema para a meta do défice e para a saída do procedimento por défice excessivo. Na sexta-feira, os eurodeputados do PS pediram mais explicações à Comissão, acusando-a de interferir nas eleições portuguesas.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.