sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Miguel Albuquerque defende que Passos Coelho deve ser empossado primeiro-ministro

O presidente do Governo Regional e do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque, disse hoje que a situação em Portugal é "complicada" e que Pedro Passos Coelho deve ser empossado primeiro-ministro e apresentar o programa de governo da coligação PSD/CDS.

Lusa/Arquivo

Lusa/Arquivo

HOMEM DE GOUVEIA

"A situação nacional é complicada, eu entendo que é fundamental, e penso que isso vai acontecer, que o vencedor das eleições assuma o Governo e que apresente um programa de à Assembleia e, no quadro parlamentar, cada um que assuma as suas responsabilidades", disse num encontro com militantes do concelho de Santa Cruz.

Para Miguel Albuquerque, "qualquer alteração substancial de algumas das políticas que estão a ser seguidas ao nível da despesa pública pode levar a que o país possa entrar rapidamente em desequilíbrio e se não houver responsabilidade, nem sentido das proporções nos gastos, é evidente que a situação vai descambar e o mais provável é que haja eleições no próximo ano".

No que diz respeito à situação política regional, o presidente do PSD/M congratulou-se com a vitória do partido na Madeira onde ganhou em 10 dos 11 concelhos e em 50 das 54 freguesias.

"É importante as pessoas estejam atentas que há sinais evidentes de retoma económica a nível do investimento privado na Madeira mas a situação não está resolvida, ainda estamos sob resgate, há uma linha que tem que ser seguida de consolidação orçamental, há que ter prioridades, o investimento público vai ter que ser muito seletivo mas temos razões para estar relativamente otimistas nos próximos tempos", concluiu.

Miguel Albuquerque seguiu para Machico onde manteve igualmente um encontro com militantes à semelhança do que vai acontecer em todos os concelhos da Região.

EC // SMA

Lusa/Fim

  • Incêndios em Portugal - um mês depois
    9:10

    Reportagem Especial

    Regressar a casa para refazer a vida é tudo o que querem as famílias a quem o fogo levou quase tudo, há cerca de um mês. Contudo, esse regresso não tem sido fácil. Depois dos incêndios, famílias e empresas ainda têm de vencer as burocracias. A Reportagem Especial deste sábado regressa a Seia, onde arderam mais de 70 casas de primeira habitação e onde a vida de muitos parece ter entrado num impasse.

  • CIP contra 600€ de salário mínimo, ameaça boicatar iniciativas do governo
    1:28

    Economia

    O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) está contra o aumento do salário mínimo para 600€. Em entrevista conjunta à Antena1 e ao Jornal de Negócios, o presidente António Saraiva considerou a proposta "uma luta partidária" dos comunistas com o Bloco de Esquerda" e ameaça boicotar a presença em iniciativas publicas, promovidas pelo executivo.