sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Manuel Alegre acusa primeiro-ministro espanhol de "ingerência" em Portugal

O membro do Conselho de Estado Manuel Alegre condenou hoje as declarações do primeiro-ministro espanhol sobre o processo de formação do Governo em Portugal, considerando que se tratou de "inaceitável ingerência" de Mariano Rajoy nos assuntos nacionais.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Rafael Marchante / Reuters

Esta posição de Manuel Alegre foi transmitida à agência Lusa depois de o presidente do Governo espanhol ter afirmado que uma coligação de esquerda em Portugal, entre o PS, o Bloco de Esquerda e o PCP, "seria negativo para os interesses de todos", e "não respeitaria" a vontade dos portugueses.

Perante estas palavras, o "histórico" dirigente socialista vincou que "o primeiro-ministro de Espanha não tem que se pronunciar sobre os assuntos políticos internos portugueses".

"Cabe aos representantes eleitos pelo povo português escolher o Governo de Portugal", contrapôs Manuel Alegre.

Manuel Alegre considerou depois que as declarações de Mariano Rajoy constituíram "uma ingerência inaceitável e prejudicial às relações entre os dois países".

"As relações entre Portugal e Espanha devem estar para além das conjunturas políticas e das divergências ideológicas", defendeu o membro do Conselho de Estado.

Hoje, em Madrid, Mariano Rajoy disse esperar que "as coisas [em Portugal] resultem razoavelmente".

"Seria a primeira vez na História - desde que a democracia regressou a Portugal - que não governaria o partido que ganhou as eleições. Uma coligação entre o Partido Socialista, o Podemos de lá [Portugal] e o Partido Comunista seria muito negativo para os interesses de todos. E sobretudo não respeitaria o que disseram os cidadãos", afirmou Mariano Rajoy à entrada para o último dia de Congresso do Partido Popular Europeu.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30, marcando o reinício da sessão para as 14:15. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.