sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Costa não fez qualquer convite para um futuro governo

O secretário-geral do PS, António Costa, não fez até agora qualquer convite para cargos num eventual Governo socialista com suporte da restante esquerda parlamentar, considerando que este é ainda o tempo do Presidente da República.

Para já, a principal preocupação política dos socialistas relaciona-se com uma possível demora na tomada de posse de um executivo do PS.

Para já, a principal preocupação política dos socialistas relaciona-se com uma possível demora na tomada de posse de um executivo do PS.

MIGUEL A. LOPES / Lusa

Estas posições do líder socialista foram transmitidas à agência Lusa por fonte oficial do PS, na sequência de notícias em vários órgãos de comunicação social sobre prováveis ministros socialista num futuro executivo do PS.

"O secretário-geral do PS esclarece que não fez nem está a fazer nenhum convite para eventuais cargos num futuro governo do Partido Socialista. Este é o tempo do Presidente da República", referiu a mesma fonte.

Para já, a principal preocupação política dos socialistas relaciona-se com uma possível demora na tomada de posse de um executivo do PS, depois de na terça-feira a Assembleia da República ter aprovado uma moção de rejeição ao XX Governo Constitucional [PSD/CDS].

Nesse mesmo sentido, hoje, o presidente do grupo parlamentar do PS, Carlos César, apontou que "o único motivo de intranquilidade" que os socialistas detetam é a "demora na entrada em funcionamento" de um Governo liderado por António Costa.

"O único motivo de intranquilidade que nós detetamos não é a perspetiva de um Governo do PS, é a demora na entrada em funcionamento de um Governo do PS", afirmou Carlos César aos jornalistas à saída da reunião do grupo parlamentar socialista.

Lusa

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.